NOTÍCIAS
25/02/2015 18:32 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:03 -02

Por que Julianne Moore parou de acreditar em Deus

Getty Images
Actress Julianne Moore, winner for the Best Actress in a Leading Role Award for 'Still Alice' poses in the press room during the 87th Oscars on February 22, 2015 in Hollywood, California. AFP PHOTO / FREDERIC J. BROWN (Photo credit should read FREDERIC J. BROWN/AFP/Getty Images)

Em 2009, a mãe de Julianne Moore, Anne Smith, morreu de repente, de choque séptico. Ela tinha 68 anos, e Moore ficou arrasada. Depois desse evento, Moore parou de acreditar em Deus.

“Quando minha mãe morreu, descobri que não tem ninguém ‘lá’”, disse Moore, de 54 anos, ao The Hollywood Reporter. “Nós impomos ordem e narrativas a tudo para que possamos entender [as coisas]. Do contrário, é tudo caos.”.

“Não sabemos por que aconteceu”, disse Moore. “Ela se deitou, e no fim das contas tinha uma enorme infecção bacteriana.”

Porém, Moore acredita em terapia. A estrela de “Para Sempre Alice”disse ao THR que começou a fazer terapia quando tinha 30 anos, pois se sentia muito infeliz.

“Estava sozinha”, diz ela. “Acho que não me sentia feliz. Não tinha a vida que queria. Passei meus 20 anos trabalhando duro e tentando chegar a algum lugar, que na verdade era lugar nenhum. Era só um trabalho, e eu realmente queria uma família.”

Não é a primeira vez que Moore fala da importância da terapia. Em 2010, ela disse ao The Guardian que sua terapeuta era a razão para seu casamento com Bart Freundlich.

“O único motivo pelo qual me casei em 2003 foram meus filhos”, disse ela. “Tinha uma terapeuta que disse que o casamento é um recipiente para a família, e isso fez sentido para mim.”

H/T Us Magazine

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.