NOTÍCIAS
25/02/2015 10:27 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:03 -02

Ex-ministro Guido Mantega é alvo de ofensas ao acompanhar a mulher com câncer a hospital de São Paulo

O ex-ministro da Fazenda e presidente do Conselho de Administração da Petrobras, Guido Mantega, foi alvo de ofensas no fim da tarde desta segunda-feira (23), no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Reconhecido logo ao chegar à lanchonete do hospital, o ministro começou a ser alvo de insultos. “Vai para o SUS” e filho da p...” foram algumas das frases ditas pelos frequentadores. Rapidamente, Mantega deixou o local. Um vídeo com o incidente foi postado na internet.

O ex-ministro estava no hospital para acompanhar sua mulher, a psicanalista Eliane Berger Mantega, que está tratando um câncer na instituição. Ela foi diagnosticada com a doença em dezembro de 2011, segundo o jornal O Globo. O fato abalou muito Mantega, que se afastou do governo.

Em nota, o Hospital Albert Einstein afirmou receber igualmente todos os pacientes, lamentou o ocorrido e disse rechaçar qualquer atitude de intolerância. A assessoria de imprensa disse que médicos do hospital não participaram do episódio.

O caso tem semelhanças com a situação vivida pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, também em 2011. Diagnosticado com um tumor cancerígeno na laringe, ele realizou o seu tratamento no Hospital Sírio-Libanês, mas nas redes sociais muitos criticaram o petista, que deveria se tratar no Sistema Único de Saúde “para dar o exemplo”, ou para viver “o que os brasileiros sofrem”, comentaram na época os seus detratores.