COMPORTAMENTO
24/02/2015 15:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Estas imagens mostram como questões de gênero são sempre mais complexas do que pensamos

“Desde muito jovem tive consciência do meu lado feminino e masculino”, disse a artista Daantje Bons ao The Huffington Post. A fotógrafa holandesa canaliza aspectos estereotipados associados com ambos os gêneros em sua série “Features of Femininity (Características da Feminilidade)”, rompendo as rígidas fronteiras muitas vezes criadas para separar os dois lados.

“Quando tinha por volta de 14 anos e comecei a desenvolver minha forma de mulher, não me sentia totalmente confortável neste ‘novo’ corpo, principalmente porque não podia negar que era a chamada de ‘tomboy’ (garota com aparência de menino). Isso me tornou ainda mais consciente sobre esta maleabilidade feminina. Me tornei especialmente ciente das escolhas que pude fazer em relação a parecer feminina ou agir como tal. Acho interessante questionar os papéis dos gêneros, ideais e expectativas. Minha inspiração vem de minhas próprias experiências, e as pesquiso criando imagens intuitivamente.”

As imagens de Bons são surpreendentes, engraçadas e muitas vezes sutilmente indecentes — como um guia para a puberdade misturado com uma receita de livro não confiável e um toque surrealista. Uma fotografia captura um seio com pelos espalhados ao redor da auréola, uma imagem que muitas de nós vemos durante o banho ou no espelho do banheiro, mas raramente encontramos em uma imagem impressa. Outra retrata uma pimenta aberta no meio para se assemelhar aos lábios genitais, as sementes derramadas insinuando o ardor de dentro. Uma terceira imagem captura uma pirâmide malfeita com algodões usados para remover maquiagem, cotonetes sujos, cartelas de pílulas vazias e chumaços de cabelo, revelando todo o esforço necessário (e o lixo resultante disso) para alcançar o estado aparentemente inerente de “feminilidade”. Embora as imagens de Bons sejam bem mais estranhas do que a maioria das representações femininas que encontramos no dia a dia, elas são, na realidade, provavelmente bem menos fabricadas.

“'Features of Femininity' trata da dificuldade que enfrento em relação à fabricação e encenação da feminilidade”, explica Bons. “Na minha concepção, feminilidade como a conheço na sociedade ocidental é limitada a um simulacro, a uma construção. Não tem a ver apenas com o que a mídia mostra como a imagem ideal, mas também com as regras implicitamente ensinadas que supostamente constituem a identidade feminina. Com o meu trabalho, gosto de provocar e fazer as pessoas pensarem.”

Acima de tudo, a série de Bons mostra como a feminilidade é um gesto, não uma maneira de ser. E frequentemente existe uma estreita proximidade com seu homólogo masculino. “Quero que os espectadores se questionem como se relacionam com meu tema. Recebo muitos comentários conflitantes sobre meu trabalho, há muitas vezes um debate se eu devo mostrar este meu lado ‘masculino’ e ‘nada lady’, como se devesse permanecer em segredo. Essas reações e discussões me dizem que há uma razão para continuar com meu trabalho. Também acho importante incorporar o humor em minhas fotos, isso suaviza o tema e me proporciona uma maneira divertida de combater a ideia ‘estreita’ de feminilidade. “


h/t Ignant

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.