NOTÍCIAS
23/02/2015 21:47 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Jean Wyllys defende mudança na política de drogas após mais uma pessoa ser presa por plantar maconha em casa

Montagem/Estadão Conteúdo/Thinkstock

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) defendeu nesta segunda-feira (23) um mudança na política de drogas brasileira. Para o deputado, "não dá mais para tampar o sol com a peneira". O estopim para o desabafo foi a prisão de mais um usuário de maconha por plantar a erva em casa.

"É escandaloso que um cidadão que não trafica e faz uso apenas recreativo da maconha esteja, neste momento, atrás das grades como alguém perigoso à sociedade. Como ele, há outros tantos jazendo nas masmorras que são as nossas prisões - a maioria negra e pobre e sem acesso à justiça."

Na opinião de Jean Wyllys, o cultivo doméstico para consumo enfraquece o tráfico. O deputado também comparou a prisão do cantor e de outros usuários com o episódio em que os donos de um helicóptero com meia tonelada de cocaína não foram nem indiciados.

De acordo com a Vice, o rapper André da Cruz Teixeira Leite, o Cert, do Cone Crew, foi preso no dia 22 pelo porte de quatro pés de maconha, em sua casa, na região serrana do Rio de Janeiro. O laudo da perícia apontou 1,6 kg de substância entorpecente, mas, segundo a reportagem, pelas fotos haveria no máximo 50 g de erva seca.

Segundo a Polícia Militar do Rio de o músico já vinha sendo monitorado pela inteligência por existirem denúncias de que ele "promovia festas comercializando uso de entorpecentes".

Além dos pés de maconha, a polícia encontrou ervas secas penduradas, um rádio transmissor, uma pistola de ar comprimido, quatro narguiles e 18 saquinhos para acondicionamento.

Uma campanha, entitulada #LiberdadeCert, para que o rapper seja solto se espalhou no Twitter.