NOTÍCIAS
20/02/2015 10:06 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Pego em doping, Anderson Silva diz no Instagram que nunca usou substâncias proibidas: 'Sempre joguei limpo'

Montagem/Estadão Conteúdo

Pela primeira vez, o lutador Anderson Silva falou sobre as acusações de doping no UFC. Ele foi pego em dois testes que detectaram uso de esteróide anabolizante. "Sempre joguei limpo; nunca fui trapaceiro", defendeu-se, em postagem publicada no Instagram nesta sexta-feira (20).

Spider publicou hoje quatro fotos na rede com esclarecimentos para os fãs, mensagens de apoio de seu preparador físico, Rogério Camões, e até a reprodução de comentário de um ex-admirador, que expressava vergonha pelo suposto uso de substância proibida.

"Não sei do que me desculpar, pois ainda aguardo o resultado dos exames e a análise dos médicos e especialistas que trabalham para revelar a verdade", afirmou Anderson Silva.

O atleta relembrou que tomou remédios para a severa fratura que sofreu em luta no fim de 2013. Toda essa medicação também passa por análise.

"Em 18 anos de carreira, nunca tive problemas com exames", ressaltou. "Nunca usei qualquer substância para aumentar minha performance nas lutas."

O lutador lamentou a "pressa" de brasileiros em condená-lo. "O tempo que se leva para destruir uma reputação é infinitamente menor do que aquele empenhado em construí-la", argumentou.

Ele foi pego no antidoping de 9 de janeiro, feito fora de competição, que apontou uso de dois anabolizantes — drostanolona e androsterona.

Um segundo exame, realizado dez dias depois, deu negativo. Mas o teste feito no dia 31 de janeiro, quando o brasileiro enfrentou no ringue o americano Nick Diaz, mostrou que Spider usou drostanolona e de medicamentos para ansiedade e insônia.

A Comissão Atlética de Nevada, nos Estados Unidos, suspendeu Spider na terça-feira (17).

Leia abaixo a mensagem do atleta no Instagram:

"Não falarei nada sobre quem sou ou que fiz e passei até chegar aqui. O que me importa agora é o respeito dos que me acompanharam até este momento da minha carreira. Sangrei, sofri e lutei porque amo e porque sempre quis honrar e defender a bandeira do país que tanto amo. Não sei do que me desculpar, pois ainda aguardo o resultado dos exames e a análise dos médicos e especialistas que trabalham para revelar a verdade. Todos os remédios que tomei desde a minha fratura estão sendo analisados. Busco a verdade tanto quanto todos que se surpreenderam com os resultados divulgados.

Em dezoito anos de carreira, nunca tive problemas com exames. Sempre joguei limpo. Nunca fui trapaceiro. Dentro e fora do octógono jamais vacilei no respeito aos princípios que sempre me pautaram. Com muita honra e dignidade defendi meu País onde quer que lutei. Nunca usei qualquer substância para aumentar minha performance nas lutas. Amo o que faço e jamais poria em risco o que levei tanto tempo para construir. Acho injusta a pressa que alguns têm em me condenar. O tempo que se leva para destruir uma reputação é infinitamente menor do que aquele empenhado em construí-la. Sou o maior interessado no esclarecimento desse episódio. Quero que os que sempre me prestigiaram saibam que continuo lutando para que todas as sombras sobre esse triste episódio sejam dissipadas."

Anderson Silva reproduziu uma mensagem de apoio do preparador físico:

"O primeiro dia q vc chegou para treinar depois do acidente eu t fiz saltar ! E durante todo o treinamento vc saltou e subiu ! O teu 2 últimos treinos vc saltou mais alto e subiu a escada mais alta q conseguimos ! Vc não percebeu o sentido do q eu queria ! Mas o treinamento muitas das vezes é mais do que físico e mental é espiritual aonde buscamos energia positiva ! Pois bem essa energia que eu buscava era pra cima para o alto ! Uma forma de o corpo e a mente reagirem a favor do universo ! Porque o céu não tem limite !! T amo cara tu é o filho q não tive !!! To contigo até o final! Rogerio Camões"