NOTÍCIAS
19/02/2015 14:30 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

MEC admite atraso em repasses do Pronatec e libera R$ 119 milhões para regularizar a dívida

Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O Ministério da Educaçãoadmitiu nesta quinta-feira (19) o atraso no repasse para as instituições privadas que participam do Pronatec, uma das maiores vitrines eleitorais da presidente Dilma Rousseff. Em nota, a pasta, comandada pelo ministro Cid Gomes, informou ainda que liberou R$ 119 milhões para regularizar o fluxo de pagamento referente às mensalidades de 2014 para instituições privadas.

De acordo com o MEC, a liberação dos repasses este ano está dentro do previsto, "lembrando que o pagamento de cada parcela pode ser feito em até 45 dias após o vencimento do mês de referência". No passado foram repassados cerca de R$ 640 milhões a instituições privadas.

O MEC esclarece ainda que as instituições privadas representam cerca de 7% das matrículas totais do Pronatec. "Por meio dessa ação, foram realizadas cerca de 440 mil matrículas em 2014, além das cerca de 150 mil iniciadas em 2013", acrescenta.

O atraso, apontado pela Folha de S.Paulo, é referente a aulas dadas desde outubro por 500 escolas. De acordo com a reportagem, para a maioria das instituições, o último repasse foi feito em novembro, pelas aulas ministradas em setembro. A verba costumava chegar às escolas nas primeiras semanas de cada mês.

Sem o repasse, donos das instituições de ensino disseram à reportagem que estão tendo de pegar empréstimo bancário e adiar o pagamento de professores. Eles afirmaram ainda que, se a a situação persistir, terão de deixar o programa.