NOTÍCIAS
17/02/2015 15:50 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Homem-Aranha instiga multidão nos telhados de Olinda

Bobby Fabisak/JC Imagem/Estadão Conteúdo

Em cima dos telhados das casas históricas de Olinda, o Homem-Aranha arrancou gritos e aplausos dos foliões que lotavam as ruas, nesta terça-feira (17), e pediam em coro: "pula, pula". Ele não acatou o pedido, mas fez caras e poses para fotos, sem perder o espírito misterioso da sua personagem.

Ele é um dos super-heróis que povoam a cidade nos domingos de Carnaval e fazem aparições individuais nos outros dias da folia. Enquanto o Homem-Aranha fazia suas performances, na rua do Amparo, agremiações de samba - como o Patusco e o D'Breck - e troças de frevo se espremiam pelas ruas e ladeiras seguidos por uma multidão.

A folia olindense começou nesta terça-feira (17) às 7h com o bloco "A Corda", que sai fazendo barulho e acordando as pessoas para não perderem mais um dia de Carnaval, e continua até a madrugada.

O encontro das troças tradicionais Elefante e Pitombeiras e a saída do Maracatu Nação Pernambuco são esperadas no final da tarde . Show do percussionista Naná Vasconcelos com a cantora cabo-verdiana Lura é destaque às 23h30, no polo do Fortim.

Nesta quarta-feira de cinzas (18), a farra continua com o Bacalhau do Batata, criado pelo garçom Isaías Pereira da Silva, o Batata, em 1962, para se divertir. Batata morreu em 1993, mas o Bacalhau se mantém.