NOTÍCIAS
04/02/2015 09:09 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Anderson Silva é pego no antidoping do UFC 183, espanta mundo do MMA e pode encerrar a carreira de maneira melancólica

Divulgação/UFC

O lutador brasileiro Anderson Silva foi flagrado no exame antidoping feito antes do UFC 183, realizado no último sábado (31) em Las Vegas (EUA). A informação foi confirmada no início da madrugada pela organização do Ultimate. Pode ter sido o capítulo final da carreira do ex-campeão dos Médios da organização.

“Em 03 de fevereiro de 2015, a organização do UFC foi notificada pela Comissão Atlética de Nevada que Anderson Silva testou positivo para drostanolona no teste para sua luta, realizado no dia 09 de janeiro. O UFC compreende que mais testes serão conduzidos pela Comissão para confirmar estes resultados preliminares”, diz o comunicado do UFC.

O adversário do Spider no último combate, o americano Nick Diaz, também caiu no antidoping por uso de maconha. Ele já possui audiência disciplinar marcada para o dia 17 de fevereiro. Assim, a vitória do brasileiro deve ser cancelada.

LEIA A ÍNTEGRA DO COMUNICADO DO UFC:

"Em 03 de fevereiro de 2015, a organização do UFC foi notificada pela Comissão Atlética de Nevada que Anderson Silva testou positivo para Drostanolona no teste para sua luta, realizado no dia 09 de janeiro. O UFC compreende que mais testes serão conduzidos pela Comissão para confirmar estes resultados preliminares.

"Anderson Silva tem sido um excelente campeão e um verdadeiro Embaixador do esporte das artes marciais mistas e do UFC. O UFC está desapontado por saber destes resultados iniciais.

"O UFC tem uma rígida e consistente política contra o uso de qualquer droga ilegal, de alteração de desempenho ou agentes mascarantes, por parte de seus atletas."

Considerado um dos melhores – senão o melhor – lutador da história do MMA, Anderson Silva teria usado a drostanolona (um anabolizante comum entre fisiculturistas) e uma segunda substância proibida, a androsterona (outro esteroide anabolizante), segundo a ESPN.

Segundo a Comissão Atlética de Nevada, a luta não foi cancelada porque o resultado dos testes só saíram na última terça-feira (3), apesar das coletas da urina e sangue – ter sido feita nos dias 9, 19 e 31 de janeiro – terem sido feitas ao longo de todo um mês. O Spider pode pedir a contraprova, e se confirmado o doping, é provável que ele seja suspenso pela comissão.

“Acho que é muito lamentável. O UFC tem feito um grande esforço para lutar contra substâncias proibidas. O crédito vai para eles por fazer o correto baseado em princípios, e eles continuam a apoiar os nossos esforços para testes fora de competição”, comentou o executivo da comissão Bob Bennett ao site MMA Fighting.

É o primeiro envolvimento de Anderson com o doping em 18 anos de trajetória profissional no MMA. Em outubro do ano passado ao MMA Junkie, o brasileiro falou o que pensava sobre atletas que lançavam mão de substâncias proibidas. E se a opinião permanece, terá sido um fim melancólico em uma carreira brilhante até então.

“Essa questão não é só ruim para mim, mas para o esporte em geral. Todo mundo ama o UFC, crianças, famílias e, com caras sendo pegos usando esteroides, isso é um problema. Quando pessoas testam positivo, não deviam mais lutar. Quem usa, usa por um bom tempo e mostra que tem um problema. Mas esteroide é uma droga e nunca uma droga pode ser boa para o esporte”, disse.

Até o momento, nem o Spider ou Nick Diaz se pronunciaram sobre o assunto.

Decepção reina entre lutadores e fãs

Nas redes sociais, muitos lutadores se pronunciaram sobre o assunto. Em geral, todos ficaram surpresos com a notícia, mas alguns mais experientes, como britânico Michael Bisping, disse o contrário, comentando ironicamente “ser ingênuo” para não acreditar que o Spider tenha lançado mal de doping no UFC.

E as reações não pararam por aí...

Tito Ortiz: "UFC tem muito a explicar. Dia triste no mundo do UFC. Maluco como Dana consegue controlar se eles lutam ou não. O poderoso dólar! Risos".

Tim Kennedy: "Eu disse que há um problema maior em nosso esporte. Parte o meu coração que o maior de todos os tempos tenha sucumbido à pressão".

Derek Brunson: "Mal posso esperar para focarmos no MMA livre de todas as falhas em exames antidoping"

Cody Gibson: "Então, a Comissão Atlética de Nevada tinha os testes do Silva antes da luta e o deixou lutar? Estou confuso?"

Julie Kedzie: "Sério?! Silva?!"

Ricardo Lamas: "Cara... Quando cada um de nós irá aprender? Sua urina não vai mentir por você".

Cody Bollinger: "Maldita sujeira. Não quero olhar para nenhum deles esses dias. Danem-se, Silva e Diaz".

Jimi Manuwa: "Isso não pode ser verdade".

Os fãs do brasileiro e do MMA também não perdoaram.