MUNDO
31/01/2015 09:46 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Papa Francisco cria barbearia para os sem-teto

GABRIEL BOUYS via Getty Images
Pope Francis smiles during a Valentine's Day celebration in St Peter's square at the Vatican on February 14, 2014. The Vatican said there were around 20,000 future brides and grooms attending from 25 countries, all of them enrolled on Catholic marriage preparation courses. The celebration was not open to same-sex couples as Francis is opposed to gay marriage, even though he has called for a more tolerant approach to homosexuals. AFP PHOTO / GABRIEL BOUYS (Photo credit should read GABRIEL BOUYS/AFP/Getty Images)

Após instalar chuveiros e banheiros e ordenar a distribuição de comida e roupas para os sem-teto que dormem sob as pilastras do Vaticano e por Roma, o papa Francisco vai abrir uma barbearia gratuita para os mais miseráveis.

A iniciativa começa a entrar em operação em 15 dias e, nas últimas semanas, cabeleireiros e voluntários de Roma deram à Santa Sé dezenas de tesouras, pentes, espelhos e cadeiras para que os novos clientes possam ser atendidos.

A meta do Vaticano é muito clara, segundo seus organizadores: "Dar dignidade às pessoas". A operação será implementada pela Esmolaria Apostólica, o braço executivo da entidade de caridade que o papa dirige pessoalmente e que existe há 900 anos. Ao assumir o pontificado, Francisco nomeou o arcebispo polonês Konrad Krajewski para liderar os trabalhos com um só recado: não queria vê-lo sentado em seu escritório.

Uma das realidades que mais deixavam o papa irritado era com o menosprezo do Vaticano diante dos dezenas de mendigos de Roma, que, pela noite, encontravam refúgio na Praça São Pedro. Muitos usam as colunas da catedral para se esconder do frio, enquanto a Cruz Vermelha italiana decidiu, durante o inverno, distribuir sopas.

Para o papa, isso não era suficiente e, no ano passado, ordenou que banheiros com chuveiros fossem instalados. Mas, agora, o projeto ganha a barbearia. "O que queremos primeiro é dar dignidade às pessoas", explicou Krajewski. "Uma pessoa que não pode se lavar é uma pessoa socialmente excluída e também sabemos que essas pessoas sem teto não podem entrar em um bar para pedir para usar o banheiro."

Os barbeiros se colocaram à disposição para trabalhar para o Vaticano todas as segundas-feiras, quando os cabeleireiros da sofisticada Roma estão fechados. No ano passado, Francisco comemorou seu aniversário distribuindo 400 sacos de dormir para os mendigos e sem-teto. Ele ainda convidou 200 deles para jantar no Vaticano.