NOTÍCIAS
23/01/2015 20:41 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:46 -02

Número de roubos aumenta 26,5% na capital paulista em 2014

Estadão Conteúdo

O total de roubos cresceu na capital no ano de 2014 em relação ao ano anterior. Com 160.103 roubos no ano, a alta em 2014 foi de 26,5% em comparação com 2013, que teve 126.526 casos.

Os números da criminalidade de dezembro de 2014 foram divulgados nesta sexta-feira (23) pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. A quantidade de roubos subiu 4,75% em dezembro de 2014 em relação ao mesmo mês do ano anterior, passando de 11.674 para 12.229.

Houve ainda um aumento de 6,06% no número de homicídios na capital de dezembro de 2013 para dezembro de 2014. O número de casos saiu de 22.003 casos para 23.425. No ano todo, houve queda de 3,74% no número de homicídios na capital.

Os roubos tiveram em dezembro passado mais um aumento em São Paulo, chegando a 22.003 ocorrências, ou 6,5% de crescimento na comparação com dezembro de 2013. No total do ano de 2014,o crescimento de roubos na comparação com 2013 foi de 20,6%.

Em coletiva de imprensa da SSP nesta sexta-feira, o secretário da Segurança, Alexandre de Moraes, afirmou que, no caso dos roubos, "eles estão concentrados em transeuntes, principalmente celulares e documentos. E é esse roubo que amplia a sensação de insegurança".

Ele destacou que só nos celulares, o aumento foi de 149%, e afirmou que os batalhões da Polícia Militar estão passando por alterações para se adequar à migração dos criminosos para esse tipo de delito e que o policiamento por motos será ampliado para prevenir esses crimes.

Já os homicídios mantiveram a tendência de queda que já era observada desde 2001 e chegaram, no ano passado, à menor taxa já registrada, 10,06 casos para cada 100 mil habitantes. Em números absolutos, foram registrados 373 assassinatos no Estado, ante 401 registros em dezembro de 2013.

Em todo o Estado houve aumento no número de roubos e de tráfico de entorpecentes de dezembro de 2013 para o mesmo mês em 2014. O tráfico saiu de 2.864 casos registrados e foi para 3.004, um aumento de 4,9%. Já a quantidade de roubos passou de 22.003 para 23.425, um aumento de 6,5%.