COMPORTAMENTO
18/01/2015 20:58 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Homens assumem mais riscos idiotas que mulheres, sugere pesquisa

Reprodução

Dois holandeses bêbados decidiram provar sua coragem numa tarde de domingo na estação de trem de Rotterdam. Desceram até os trilhos. Um deles se deitou no chão, enquanto o outro se ajoelhou encolhido nas laterais.

Tinham certeza de que o trem passaria perto, mas ninguém seria atingido. E depois poderiam contar a proeza para todos os amigos. Só que não deu certo. O trem veio a 130 km/h e era mais largo e baixo do que imaginavam. Morreram na hora.

Ganharam fama pela estupidez e uma menção no site Darwin Awards – uma espécie de “premiação” para as mortes mais idiotas. É deles, aliás, a conclusão de que homens se arriscam mais por bobeiras do que as mulheres.

Eles avaliaram as 332 histórias selecionadas em 20 anos de existência do Darwin Awards – 14 foram excluídas por envolverem homens e mulheres. Em 88,77% ou 282 casos das mortes computadas, apenas homens protagonizavam as cenas. Só em 36 histórias apareciam mulheres.

Segundo o estudo, esses dados reforçam a teoria dos pesquisadores de que “homens são idiotas, e pessoas idiotas fazem coisas estúpidas”.

Em contrapartida, homens são mesmo mais corajosos. Não pela criativa forma de morrer de um jeito burro. Mas porque, ainda segundo a pesquisa, eles praticam mais esportes radicais e se envolvem mais com profissões perigosas.