NOTÍCIAS
15/01/2015 15:35 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

PF descobre esquema que fraudava mais de R$ 15 milhões no seguro-desemprego

Thinkstock

A Polícia Federal prendeu ao menos quatro pessoas nesta quinta-feira (15), durante Operação MAC 70, deflagrada em Brasília para desarticular uma quadrilha que fraudava mais de R$ 15 milhões em concessão do Seguro-Desemprego.

Além das prisões temporárias, foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e 11 conduções coercitivas.

O esquema foi identificado pelo MTE (Ministéria do Trabalho e Emprego). Segundo assessoria de imprensa, técnicos da Agência de Pesquisas Estratégicas do ministério identificaram indícios de irregularidades na concessão do benefício em outubro do ano passado.

Foi verificado que a fraude era realizada a partir da inserção de dados falsos no sistema do seguro-desemprego por servidores do Sistema Nacional de Emprego (Sine).

Esses servidores forjavam o encerramento de vínculos trabalhistas para gerar o benefício para, a partir daí, sacá-los nas agências bancárias.

Percebendo a movimentação estranha de benefícios, os técnicos do MTE constataram a fraude, bloquearam os benefícios e pediram ajuda à Polícia Federal, que abriu investigação.

"Os investigados responderão pela prática dos crimes de inserção de dados falsos em sistema de informação e associação criminosa", disse o MTE em nota. "Além disso, serão realizadas investigações a fim de garantir o ressarcimento do prejuízo suportado pela União."