NOTÍCIAS
15/01/2015 15:30 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Alckmin diz que foi mal interpretado e que racionamento está sendo evitado

Mexico's President-elect Enrique Pena Nieto, right, talks with Sao Paulo's Governor Geraldo Alckmin in Sao Paulo, Brazil, Wednesday, Sept. 19, 2012. (AP Photo/Andre Penner)
ASSOCIATED PRESS
Mexico's President-elect Enrique Pena Nieto, right, talks with Sao Paulo's Governor Geraldo Alckmin in Sao Paulo, Brazil, Wednesday, Sept. 19, 2012. (AP Photo/Andre Penner)

Um dia depois de admitir pela primeira vez a existência de um racionamento de água em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse considerar ter sido mal interpretado. "Estamos evitando o racionamento. O que é o racionamento? É você fechar o registro. Então estamos procurando através de campanhas, de bônus, da utilização das reservas técnicas, da integração dos sistemas ultrapassar essa dificuldade da crise da seca", disse em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, nesta quinta-feira (15).

O governador foi questionado sobre a possibilidade de um rodízio de água, admitida ontem pela Sabesp, mas evitou o assunto listando as medidas tomadas por seu governo na tentativa de contornar a crise. Ele elogiou ainda a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, que suspendeu a liminar que proibia a cobrança de multa para consumidores que aumentarem o gasto de água.

Photo gallery Falta de água em SP vira piada See Gallery

A declaração do presidente da Sabesp, Jerson Kelman, de que havia a possibilidade de o Cantareira secar até março caso não haja aumento de chuvas, também foi tema de perguntas dos jornalistas. Questionado por quanto tempo os outros sistemas seriam capazes de abastecer a demanda, Alckmin não deu um número e mais uma vez listou as alternativas do sistema hídrico do Estado. "Nós temos sete sistemas de abastecimento de água na cidade de São Paulo bastante interligados. E temos obras permanentemente", disse.

Após esta resposta, Alckmin encerrou a coletiva e não respondeu se ele considerava haver possibilidade de o sistema Cantareira realmente secar até o mês de março.

Alckmin conversou com os jornalistas após sancionar a lei que institui pontuação diferenciada para negros, pardos e índios nos concursos públicos estaduais. Durante a solenidade, no momento em que assinava a sanção, o governador viu um dos convidados interromper o cerimonial com gritos de "Alckmin 2018, a zona leste está com o senhor".

Curta a gente no Facebook |
Siga a gente no Twitter