NOTÍCIAS
14/01/2015 16:45 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Brasil só ganha da Argentina em ranking de competitividade com 15 países, revela CNI

Thinkstock

O Brasil continua em penúltimo lugar no ranking anual de competitividade divulgado nesta quarta-feira (14) pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). Quando comparado aos seus 14 principais concorrentes em termos econômicos, o Brasil ficou à frente apenas da Argentina.

Para elaborar o estudo, a CNI leva em consideração oito fatores considerados decisivos para as empresas conquistarem mercados internos e externos, como disponibilidade e custo de mão de obra, custo de capital, infraestrutura, impostos, ambiente macro e microeconômico.

No topo da lista, aparece o Canadá, seguido pela Coreia do Sul e a Austrália.

"Apenas nos fatores disponibilidade e custo de mão de obra e em tecnologia e inovação, o Brasil não está no terço inferior do ranking, ou seja, entre a 15ª e a 11ª posição", constata o estudo. No último ano, o país avançou nos quesitos disponibilidade e custo de mão de obra, peso dos tributos e ambiente microeconômico.

No fator disponibilidade e custo de mão de obra, o Brasil passou do sétimo lugar em 2013 para o quarto em 2014. No quesito ambiente microeconômico, subiu do 13º para o 11º lugar.

Entretanto, o Brasil piorou nos fatores infraestrutura e ambiente macroeconômico. Na questão da infraestrutura, recuou da 13ª para a 14ª posição. No ambiente macroeconômico, caiu do 10º para o 12º lugar.

'Custo Brasil'

No quesito "Peso dos impostos" o Brasil avançou da 14ª para a 13ª posição e trocou de lugar com a Espanha, que apresentou um aumento do conjunto de impostos pagos pelas empresas como percentagem de seus lucros, de 38,7% para 58,2%.

Mas, na avaliação do gerente executivo da Unidade de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, para ganhar competitividade, é preciso reduzir ainda mais o custo Brasil. "Além de ajudar as empresas a enfrentar a concorrência, isso estimulará os investimentos na melhoria da produtividade das empresas."

Ranking

Além do Canadá, Coreia do Sul e Austrália, a China e a Espanha completam o top cinco dos países mais competitivos no ranking elaborado pela confederação. Confira abaixo a lista completa: