NOTÍCIAS
08/01/2015 10:52 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Polícia da França prende sete pessoas após atentado contra revista; principais suspeitos seguem foragidos

AP Photo

Após uma noite de buscas policiais que se estenderam além da cidade de Paris, a polícia francesa segue atrás dos suspeitos de serem os autores do atentado à revista satíricaCharlie Hebdo.

Um homem de 18 anos procurado pela polícia por envolvimento no ataque entregou-se voluntariamente em Charleville-Mézières, no nordeste da França, disse um funcionário da procuradoria-geral de Paris.

Hamyd Mourad se apresentou às autoridades após ver seu nome nas redes sociais e, de acordo com a imprensa internacional, nega seu envolvimento no atentado.

A polícia agora procura dois irmãos: Chérif Kouach, 35, e Said Kouach, de 32 anos. Franceses nascidos em Paris, eles tem descendência argelina. Chérif foi condenado, em 2008, a três anos de prisão por terrorismo. Ele teria cumprido 18 meses, e o restante de sua pena foi suspensa.

O primeiro-ministro Manuel Valls disse que a França enfrenta uma ameaça terrorista "sem precedentes" e confirmou que os dois irmãos eram conhecidos dos serviços de segurança. Mas ele acrescentou que ainda é muito cedo para dizer se as autoridades subestimaram a ameaça que eles representavam.

"Por eles serem conhecidos, eram seguidos", disse Valls à rádio RTL, acrescentando: "Temos de pensar nas vítimas. Hoje é um dia de luto."

Os suspeitos foram identificados a partir do documento de identidade de Said, deixado no veículo usado na fuga, um Citröen C3 preto. O carro foi abandonado instantes após o atentado, em outra região da capital francesa. De acordo com a polícia, os suspeitos roubaram outro veículo para continuar a fuga.

Pelo menos sete pessoas foram presas durante a madrugada. Os detidos são, principalmente, pessoas próximas aos suspeitos, que estariam sendo interrogados para que a polícia obtenha mais informações sobre os dois irmãos.

Em meio ao clima de luto e tensão, uma policial morreu após o ser atacada a tiros nesta quinta-feira (8), no sul de Paris. Um agente de trânsito ficou gravemente ferido no incidente. O atirador conseguiu fugir e, segundo a CNN, um apartamento nas redondezas foi cercado. De acordo com autoridades, ainda não está claro se o crime tem ligação com o atentado à Charlie Hebdo.

Uma explosão atingiu um restaurante de kebab perto de uma mesquita em Villefrance-sur-Saone, no leste da França, na manhã desta quinta.

A mídia francesa disse não haver feridos.

Com informações das agências de notícias.

Galeria de Fotos O atentado em Paris em imagens Veja Fotos