NOTÍCIAS
07/01/2015 17:01 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Por vingança, neta de Pablo Picasso venderá obras do avô avaliadas em mais de 800 milhões de reais

Marianne Greenwood via Getty Images

Marina Picasso tem aproximadamente 400 quadros e 7 mil esboços do avô, o pintor espanhol Pablo Picasso. A coleção vale uma fortuna. Nos próximos dias, ela deve vender sete obras avaliadas em 200 milhões de libras (mais de 808 milhões de reais) e doar o dinheiro à caridade.

Mas sua motivação não a filantropia, apenas. Ela vai vender as obras por vingança.

Aos 64 anos, Marina, filha de Paulo, primogênito de Picasso e da bailarina russa Olga Khokhlova, afirma que o avô a ignorou durante toda sua vida e deixou-a crescer quase na miséria. No livro Picasso: My Grandfather, de 2001, Marina afirmou que Pablo não tinha interesse algum em crianças e "levou todos que se aproximaram dele ao desespero".

No ano passado, quando Marina vendeu duas obras do avô, ela anunciou que outras peças estariam disponíveis para venda em breve. “Assim, faço algo com meu avô, mesmo que ele não esteja mais conosco", ela disse. "Esta venda é uma forma de torná-lo parte do trabalho da minha vida."

O "trabalho da vida", no caso, é a caridade. A Marina Picasso Foundation ajuda crianças necessitadas, sobretudo no Vietnã — justamente crianças, objeto de desprezo do avô, segundo a neta. "Eu vendo as pinturas para dar a mim mesma uma razão de existir", disse Marina ao Independent. ""Passei parte da minha infância em grande pobreza. Por muitos anos, eu não conseguia olhar para as obras do meu avô porque, para mim, elas representavam um sofrimento imenso."

Além das obras de arte, ela também considera vender La Californie, casa de campo onde Pablo Picasso passou seus últimos dias ao lado de Jacqueline Roque. De acordo com o livro de 2001, La Californie, que fica localizada nos arredores de Cannes, traz "a maioria das memórias tristes" de Marina. "À France Press, ela disse: "Morar nesta casa, talvez inconscientemente, é uma forma de recapturar o tempo perdido em um lugar onde eu era, noutros tempos, uma excluída."