MUNDO
03/01/2015 16:25 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

Gelo pode ter provocado queda do avião da AirAsia, diz agência meteorológica

Anadolu Agency via Getty Images
SURABAYA, INDONESIA - JANUARY 03: Indonesian soldiers carry coffins containing bodies of the AirAsia flight QZ8501 crash to be taken to Bhayangkara Police Hospital for identification procedure on January 03, 2015 in Surabaya, Indonesia. A total of 30 bodies have been found so far. (Photo by Alex Widojo/Anadolu Agency/Getty Images)

Especialistas meteorológicos da Indonésia afirmaram que o gelo pode ser a causa mais provável para a queda do voo 8501 da AirAsia no último domingo, dia 28. "O fenômeno meteorológico mais provável que pode causar danos ao motor é o gelo", disse a agência meteorológica do país em um relatório de 14 páginas que examina as condições do tempo na manhã do acidente. O Airbus A320 caiu com 162 pessoas a bordo no mar de Java. Segundo o documento, a turbulência provavelmente teria causado um impacto muito menor na aeronave.

O relatório foi o primeiro documento divulgado publicamente pelo governo indonésio sobre as possíveis causas da queda do avião. No domingo passado, o tempo na região do acidente era instável, mas dezenas de outros voos fizeram o trajeto sem problemas.

Em alta altitude, tempestades intensas transformam a umidade em cristais de gelos minúsculos que podem ter sido sugados para dentro de um dos motores do avião. Se o gelo derrete, mas, em seguida, congela novamente, o acúmulo do gelo em superfícies metálicas pode quebrar em pedaços as lâminas de uma turbina ou ainda comprometer o sistema de ignição, explica o relatório.

Ainda segundo os especialistas, os resultados não são conclusivos, apenas indicam que o gelo é um dos fatores mais prováveis para causar um acidente aéreo. O relatório "não é uma decisão final sobre a causa do acidente", disse a agência.

Especialistas em aviação dizem que o relatório pouco acrescenta às investigações do acidente. "Você não pode tirar conclusões precipitadas com base apenas nos relatórios de tempo", disse o editor-chefe da Asia Flightglobal, uma publicação da indústria de aviação, Greg Waldron.

Segundo ele, o principal material para investigação deve ser o áudio gravado na caixa preta do avião, que ainda precisa ser encontrada. "Até que se obtenham esse dados, não podemos dizer muito", considerou.

A operação de resgate dos destroços do avião da AirAsia e dos corpos das vítimas permanece em curso. Até agora, somente 30 corpos foram retirados do mar.

Neste sábado, autoridades da Indonésia encontraram quatro partes da aeronave submersas, a cerca de 30 metros de profundidade. A expectativa é de que a caixa preta e os corpos de outras vítimas possam ser encontradas junto aos destroços.

Com informações Dow Jones Newswires.