NOTÍCIAS
01/01/2015 21:17 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

Investigadores franceses chegam na sexta-feira a local de queda de avião da AirAsia

REUTERS/Darren Whiteside

A agência de investigação de acidentes aéreos da França disse que sua equipe especializada na recuperação de caixas-pretas e equipamentos chegaria no início de sexta-feira (2) à área de buscas pelo voo da AirAsia que caiu no domingo enquanto viajava da Indonésia para Cingapura.

A agência francesa de investigação de acidentes BEA auxilia em investigações que envolvam alguma aeronave fabricada pela Airbus, companhia sediada na França.

O mar revolto impediu que mergulhadores alcançassem os destroços do avião da AirAsia Indonésia, localizados perto da ilha de Bornéu, nesta quinta-feira (1), e uma autoridade do setor de aviação disse que poderia levar uma semana até que a caixa-preta da aeronave fosse encontrada.

"Durante a manhã de 2 de janeiro, no horário local, uma embarcação vai levar os investigares à área de buscas com equipamentos de detecção, incluindo hidrofones, para que se tente localizar os sinais acústicos provenientes dos dois gravadores de voo", disse a BEA, em comunicado.

O avião viajava a 9.753 metros de altitude e pediu para voar a uma altitude maior para evitar o mau tempo. Quando os controladores aéreos concederam permissão, alguns minutos depois, não receberam mais resposta.

O Airbus A320-200 caiu com 162 pessoas a bordo e nove corpos foram recuperados até o momento.