Homens se casam menos porque existe pornô gratuito (ESTUDO)

É o que aponta um estudo realizado por pesquisadores do Instituto Alemão para o Estudo do Trabalho, em parceria com a Universidade West Chester da Pensilvânia. Eles estudaram as tendências nos números de casamentos e na difusão de filmes pornô na internet, e perceberam que o aumento da disponibilidade e o baixo custo desembolsado para acessar esses conteúdos levam mais homens a evitar o altar.

No estudo Are Pornography and Marriage Substitutes for Young Men? ("Casamento e pornografia são substitutos para o homem jovem?", em tradução livre), os pesquisadores analisaram dados de 1.512 homens na faixa de 18 e 35 anos, colhidos entre 2000 e 2004. O resultado é:

“Tradicionalmente, uma das razões para se casar é satisfação sexual", afirma o estudo. "Mas conforme as opções de satisfação sexual fora do casamento cresceram, a necessidade de se casar para atender a essa necessidade está diminuindo."

O estudo foi realizado no período em que os cientistas notaram uma rápida ascensão da pornografia na internet, ao passo que o número de casamentos caiu. As estatísticas mostram que homens de 25 a 34 anos tem predisposição ao casamento seis vezes inferior aos homens de mesma faixa etária dos anos 1970.

"Pornografia mais barata é. de maneira inequivocada, associada a taxas de casamento menores", conclui o estudo.