NOTÍCIAS
22/12/2014 09:41 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Retrospectiva 2014: Os fatos que marcaram a ciência neste ano

O ano de 2014 foi dos exploradores espaciais. Depois de vinte anos de trabalho e dez de viagem, a sonda Rosetta finalmente chegou à órbita do cometa 67P/Churyumov–Gerasimenko. Ali, deixou um "filho": o robozinho Philae. Foi a primeira vez na história que tocamos a superfície de um cometa.

Nosso conhecimento sobre planetas além do Sistema Solar também teve um boom em 2014. Em fevereiro, 715 exoplanetas, isto é, planetas que ficam fora de nosso Sistema Solar, entraram para nosso catálogo de corpos celestes conhecidos. Fechamos 2014 conhecendo 72% planetas a mais do que em 2013.

Entre eles, há um candidato a "gêmeo" da Terra: um planeta do tamanho do nosso, que fica a uma distância suficiente de seu sol para ser habitável. Veja, abaixo, acontecimentos e descobertas que marcaram a ciência neste ano que passou:

  • Jardineiro desvenda mistério sobre Stonehenge
    Jardineiro desvenda mistério sobre Stonehenge
    Thinkstock
    A mangueira utilizada para regar a grama do monumento era muito curta para chegar até o lado mais distante do semicírculo. O verão de 2013 foi seco demais.

    Observador, o jardineiro Tim Daw começou a perceber padrões curiosos na grama ressecada que pareciam indicar que, um dia, aquela grande meia-lua havia sido uma bola cheia.

    O resultado? Uma descoberta científica.
  • Brasileiro bom de conta
    Brasileiro bom de conta
    Divulgação
    O matemático Artur Avila é o primeiro brasileiro a ganhar o prêmio Fields. A distinção é comparada ao Nobel, tamanho seu prestígio.

    Também foi a primeira vez que uma mulher, Maryam Mirzakhani, ganhou o Fields.
  • Cometa, se apronte que vou lhe usar
    Cometa, se apronte que vou lhe usar
    Associated Press
    Depois de 20 anos de planejamento e dez de viagem a bordo da sonda Rosetta, o módulo Philae chegou à órbita do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko.

    Antes entrar em estado de hibernação, Philae relatou ter encontrado moléculas orgânicas no cometa, além de uma superfície de gelo e poeira.
  • Indianos mostram para a Nasa como é que se faz
    Indianos mostram para a Nasa como é que se faz
    Associated Press
    Em setembro, os indianos entraram para o seleto clube de países presentes na órbita de Marte.

    O inacreditável programa espacial indiano conseguiu enviar a sonda MOM ao planeta vermelho na primeira tentativa -- feito inédito -- por um valor irrisório. Foram apenas 74 milhões de dólares, um décimo do que os EUA gastaram em missão semelhante.

    O mais incrível? O programa é dirigido por três mulheres.
  • Podemos clonar mamutes
    Podemos clonar mamutes
    Pesquisadores russos declaram ter amostras de DNA de mamute suficientes para clonar um exemplar do bicho pré-histórico.

    A carcaça do mamute, encontrada no ano passado em excelente estado, tem mais de 43.000 anos.
  • HIV encurralado
    HIV encurralado
    Thinkstock
    Uma pesquisa da Universidade de Oxford publicada na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS) concluiu que o vírus está menos agressivo e mortal.

    De acordo com os pesquisadores, o uso de antirretrovirais é um dos grandes responsáveis pela boa notícia.
  • Brazucas no espaço
    Brazucas no espaço
    Reuters
    No dia 7 de dezembro, o Brasil lançou o satélite CBERS-4 em parceria com a China. A decolagem aconteceu em Taiyuan, no norte chinês.

    O CBERS-4 dá 14 voltas por dia na Terra e serve, principalmente, para monitorar o desmatamento na Amazônia e acompanhar a expansão de propriedades agrícolas e queimadas.

    O sucesso representou uma retomada do programa espacial brasileiro, depois da tragédia de Alcântara, que matou grande parte de nossa inteligência espacial, e do fracasso do lançamento do CBERS-3 no ano passado.
  • Prazer em conhecê-los
    Prazer em conhecê-los
    Associated Press
    O telescópio Kepler encontrou 715 planetas fora do sistema solar, elevando o número de exoplanetas conhecidos para 1.700.

    Os acréscimos incluem quatro planetas de cerca de 2,5 vezes o tamanho da Terra que estão na distância adequada de suas estrelas-mãe para que possa haver a formação de água líquida em sua superfície, que se acredita seja essencial para a vida.
  • Os efeitos do mundo digital nas crianças
    Os efeitos do mundo digital nas crianças
    Thinkstock
    Um estudo publicado em agosto sugere que tanto tempo de tela está tornando cada vez mais difícil a intepretação de emoções da vida-real pelas crianças.

    A pesquisa relata que, quanto mais as crianças usam a mídia digital, mais suas habilidades sociais diminuem. "A diminuição da sensibilidade de sinais emocionais -- perder a habilidade de decifrar as emoções das pessoas -- é um dos custos" do uso intenso de celulares e computadores, disse a co-autora do estudo, Dra. Patrícia Greenfield, da Universidade da Califórnia.
  • Cartas de Einstein
    Cartas de Einstein
    AP Photo/Princeton University/HO
    A Universidade de Princeton conclui a digitalização de um acervo com mais de 30 mil documentos de Albert Einstein.

    Cartas (como esta, enviada a Marie Curie), anotações e outros escritos estão disponíveis online no Digital Einstein.
  • Quase telepatia
    Quase telepatia
    Reprodução/PLOSOne
    Uma equipe de cientistas conseguiu, pela primeira vez na história, passar uma mensagem direta, cérebro a cérebro, sem intermediários.

    Quatro pessoas, de continentes diferentes, conseguiram trocar duas palavras: "hola" e "ciao". "Conseguimos transmitir a mensagem de um cérebro a outro sem que as pessoas tivessem de escrever ou falar", disse o co-autor da pesquisa, Dr. Álvaro Pascual-Leone, professor da Harvard Medical School.
  • Pílula do emagrecimento?
    Pílula do emagrecimento?
    Thinkstock
    Cientistas da Universidade Harvard revelam ter identificado duas moléculas que, uma vez dentro das células, reduzem o excesso de gordura acumulada e aumentam o gasto calórico.

    A nova pesquisa, publicada na revista Nature Cell Biology, ainda deverá passar por outras etapas para que a descoberta resulte em uma pílula milagrosa que queima gordura.
  • Um novo inimigo
    Um novo inimigo
    Thinkstock
    Transmitida pelo Aedes aegypti, a febre chikungunya se espalha rapidamente pelo Brasil, especialmente nas regiões norte e nordeste.

    O chikungunya chegou ao país por meio de viajantes infectados no Caribe. Os primeiros casos de transmissão dentro do território brasileiro foram confirmados em setembro. Três meses depois, 1.364 brasileiros já foram infectados. Destes, só 71 casos são importados.
Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost