NOTÍCIAS
20/12/2014 17:07 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Presidente de Cuba Raúl Castro acredita em luta "longa e difícil" até o fim de embargo dos Estados Unidos

HAVANA (Reuters) - O presidente de Cuba, Raúl Castro, disse neste sábado que seu país enfrentará uma luta "longa e difícil" antes que seja retirado o embargo econômico e comercial aplicado pelos

ASSOCIATED PRESS
Cuba's President Raul Castro pauses to remove his glasses during his speech to lawmakers at the closing ceremony of the legislative session at the National Assembly in Havana, Cuba, Saturday, Dec. 20, 2014. While praising the historic agreement between Cuba and the U.S. to restore relations, Castro made it clear that the agreement only goes so far, reminding the audience of his call for the U.S. Congress to end the trade embargo. (AP Photo/Ramon Espinosa)

HAVANA (Reuters) - O presidente de Cuba, Raúl Castro, disse neste sábado (20) que seu país enfrentará uma luta "longa e difícil" antes que seja retirado o embargo econômico e comercial aplicado pelos Estados Unidos à ilha há mais de meio século.

Esta semana, Castro e o presidente Barack Obama surpreenderam o mundo com um acordo histórico, que incluiu a restauração das relações diplomáticas entre os antigos inimigos da Guerra Fria.

A remoção do embargo precisa ser aprovado pelo Congresso dos EUA, onde a oposição republicana terá a maioria em ambas as casas a partir de janeiro.

Castro também anunciou, numa sessão da Assembleia Nacional, que vai participar, em abril, da Cúpula das Américas no Panamá, onde é esperado um encontro com o presidente dos Estados Unidos.