NOTÍCIAS
16/12/2014 19:28 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Amazon retira do catálogo livro que contém 'muitos hifens'

Durante 24 horas, clientes que entraram na Amazon gringa para comprar High Moor 2: Moonstruck, não puderam efetuar a aquisição do livro: a página estava vazia. A obra do escritor britânico Graeme Reynolds foi retirada do catálogo devido à quantidade de hifens.

"Moonstruck esteve à venda por 18 meses", conta o autor em um post de blog. "Estava indo bem, com 123 reviews na Amazon, a maioria com quatro ou cinco estrelas. Mesmo as poucas pessoas que não haviam gostado do livro não reclamaram da edição – por um bom motivo: eu gastei mais de 1 mil libras esterlinas [aproximadamente 4,3 mil reais]para editá-lo, com a contratação dos melhores editores que eu consegui."

Apesar do esforço de Reynolds em criar um produto de qualidade ao leitor, a reclamação de um cliente foi o bastante para tirar o título de circulação, ainda que temporariamente. O cliente insatisfeito criticou a quantidade de palavras hifenizadas na obra. "Quando eles passaram o corretor ortográfico automático, encontraram mais de 100 palavras com hifens —, de um total de 90 mil palavras", ressalta o autor. Segundo a Amazon, em e-mail enviado a Reynolds e reproduzido no blog, isso “impacta de maneira significativa a leitura do livro", o que o levou a ser retirado.

"Obrigado a todo mundo que retuitou e comentou no meu blog. A Amazon voltou a vender Moonstruck — com as palavras hifenizadas intactas."

Depois da reclamação do autor no blog e de uma reportagem no Telegraph, a Amazon voltou a comercializar o livro.

Neste momento, Moonstruck é o 13º livro mais comprado na Amazon, na categoria e-book de ficção do gênero terror escrito por autor britânico.

LEIA TAMBÉM: Amazon no Brasil e nosso sorriso de desespero