NOTÍCIAS
11/12/2014 19:04 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

'Bobão' do RJ apoia Bolsonaro, diz que 'estupraria Maria do Rosário' e se desculpa após repercussão

Reprodução/Twitter

Para algumas pessoas vale tudo quando o assunto é aparecer. Foi o que tentou o carioca Diego Bellizzi na noite de quarta-feira (10). Ele resolveu “fazer humor”, segundo o próprio, e postou uma foto sua em que seguia o discurso do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que disse que “não estupraria” a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) porque ela "não merecia".

“Eu estupraria a Maria do Rosário... mas com os dedos, porque com aquela cara nem com viagra na veia”, escreveu o rapaz. A foto rapidamente repercutiu nas redes sociais – negativamente, como seria de se supor – e Diego logo deletou a imagem, ainda que tarde demais, uma vez que foi amplamente criticado pela sua foto e sua mensagem.

A própria Maria do Rosário postou a imagem em seu Twitter em tom bastante crítico e contundente. “Vejam isso. Quem para isso agora contra cada uma das mulheres do Brasil? Isso tem que parar!”, postou a deputada petista.

Segundo o jornal O Estado de Minas, o rapaz foi afastado de um estágio que fazia em uma academia no bairro de Jacarepaguá, no Rio. Perder o emprego fez também ele deletar o seu Facebook, mas ele já voltou à rede social com um outro perfil. Nele, ele postou a seguinte mensagem:

"Galera, deu maior problema uma de minhas tentativas de fazer humor. Nao foi a primeira, mas espero ser uma das ultimas, ne... Imagina, mensaleiro, petroleiro, pistoleiro e nao cumpridores do superaviteiro todos soltos e eu preso. Realmente errei no tom e em deixar a piada publica, quando achei que postava para meus amigos. Gostaria que perdoassem esse meu erro. Quem nunca fez piada ruim e de gosto duvidoso que de a primeira votada no lado ruim da politica".

Ainda diante da repercussão e na mesma postagem, Diego veio a público nesta quinta-feira (11) com um vídeo de 12 minutos, no qual tenta se explicar, se definindo como “bobão” e reafirmando que “tentou fazer humor, mas não deu muito certo”. Se disse ainda não influenciado por Bolsonaro em alguns momentos, e ainda quis falar sobre outros temas.

No Legislativo federal, o deputado do PP não se mostra nem um pouco arrependido das palavras. Em entrevista ao jornal Zero Hora, Bolsonaro se colocou como vítima de Maria do Rosário, chamando as suas palavras no Congresso de “uma ironia”. Ele ainda disse que as suas palavras não configuraram quebra de decoro parlamentar e que ele não teme as representações de PT, PSOL, PCdoB e PSB junto ao Conselho de Ética.

LEIA TAMBÉM

- Após polêmica e pedidos de cassação, Jair Bolsonaro diz que colocou Maria do Rosário ‘na latrina' da história

- #ForaBolsonaro: Internautas resgatam campanha #NãoMereçoSerEstuprada para pedir a cassação de Jair Bolsonaro

- Movimento contra Bolsonaro na rede ganha 200 adeptos por hora

- Ei, Rachel Sheherazade: Deixe o Jair Bolsonaro para lá e vamos falar de Iron Maiden