MUNDO
10/12/2014 20:43 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Técnicas de interrogatório utilizadas pela CIA no Oriente Médio são equivalentes a tortura

Nesta terça (9), o Senado americano divulgou um relatório de 6.300 páginas sobre o programa de detenções e interrogatórios da CIA (Agência Central de Inteligência) colocado em prática após o atentado de 11 de setembro de 2001.

No documento, que pode ser acessado integralmente no HuffPost, é possível ler relatos chocantes e extremamente detalhados de procedimentos análogos à tortura.

De acordo com o relatório, o tratamento brutal dos detidos não resultou em informações que servissem para impedir um único ato terrorista sequer.

Veja, abaixo, a que ponto horripilante chegaram as práticas da CIA, de acordo com o documento.