NOTÍCIAS
10/12/2014 12:31 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Revista Time elege profissionais da saúde como 'Pessoa do Ano'

Reprodução/Twitter

Em 1927, o aviador norte-americano Charles Lindbergh realizou o primeiro voo solitário transatlântico sem escalas. A façanha lhe garantiu o título de 'Homem do Ano' da revista Time — o primeiro da história. Desde então, a honraria mudou de nome — virou 'Pessoa do Ano' — e foi destinada, nos últimos 87 anos, a homens, mulheres, grupos, ideias e máquinas que, "para o bem ou para o mal, mais influenciaram eventos no ano".

Hoje, a revista divulgou a 'Pessoa do Ano' de 2014. E ela é plural: os médicos, enfermeiros e demais profissionais que lutaram contra o ebola.

 

A editora da revista, Nancy Gibbs, lembra que, neste ano, o ebola deixou de ser um surto e se tornou uma epidemia transcontinental. "Ele atingiu médicos e enfermeiros em números sem precedentes, acabando com uma infraestrutura de saúde pública que já era ruim, em primeiro lugar", afirma a editora. "Qualquer pessoa disposta a tratar as vítimas de ebola corria o risco de se tornar uma."

Também concorreram ao título de 'Pessoa do Ano' os manifestantes de Fergunson, o presidente russo Vladimir Putin, o presidente da região do Curdistão iraquiano Massoud ­Barzani e Jack Ma, fundador do império Alibaba.