NOTÍCIAS
09/12/2014 18:44 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

OMS deve aprovar primeira vacina contra malária em 2015

Associated Press

Só em 2013, mais de 600 mil pessoas morreram de malária no mundo -- são 70 pessoas por hora.

Apesar do cenário terrível, 2015 tem tudo para ser um ponto de virada na estratégia para lidar com a infecção parasitária.

De acordo com o diretor do programa da Organização Mundial da Saúde (OMS), Pedro Alonso, só falta o sinal verde da agência para que uma vacina contra a malária possa ser comercializada para governos de todo mundo.

A primeira vacina contra a doença, produzida pela GSK, foi desenvolvida graças ao financiamento da Fundação Bill & Melinda Gates. Ela previne o contágio por Plasmodium falciparum, protozoário encontrado principalmente na África e na Ásia, regiões que concentram 90% dos casos da doença.

Segundo Alonso, a proteção não é completa. "Trata-se de uma vacina de primeira geração. A proteção é de cerca de 45% e 50%, mas isso já é um passo enorme", explicou.

Levantamento anual

Conforme levantamento apresentado nesta terça (9) pela OMS, os US$ 2,7 bilhões investidos na luta contra a doença ainda não representam nem metade do necessário para acabar com ela.

Apesar disso, a OMS prevê que a curva de expansão da doença começará a ser revertida em 2015. Ainda assim, a OMS não prevê acabar com o parasita antes de 2030.

(com Estadão Conteúdo)

LEIA MAIS

- Blog: "Por que eu não consegui evitar a malária?"

- Mais médicos para o Amazonas, por favor