NOTÍCIAS
02/12/2014 11:20 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Sem hemodiálise, Pelé deixa UTI e caminha pelo quarto

WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDO

Pelé segue mostrando bons sinais de melhora. De acordo com boletim médico divulgado na manhã desta terça-feira, o Rei do Futebol deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e até já caminha pelo quarto. Ele se recupera de uma infecção renal.

O ex-jogador, de 74 anos, permanece no mesmo leito, mas está agora sob cuidados da semi-intensiva. Na prática, significa que a situação de Pelé exige a presença de menos aparelhos no quarto. "Lúcido e se alimentando bem, mantém boas condições hemodinâmicas e respiratórias", informou o boletim.

Os médicos fizeram nova avaliação nesta terça e concluíram que o ex-atleta segue sem a necessidade de retomar a hemodiálise para auxiliar seu único rim na filtragem do sangue. "Após as análises clínicas e laboratoriais da manhã de hoje, não houve necessidade de retornar o suporte renal", explicou o boletim. "Outra avaliação da função do rim será feita amanhã cedo [quarta]."

O boletim informou também que Pelé continua fazendo o tratamento com antibióticos "por via endovenosa". No informe anterior, os médicos afirmaram que a infecção estava controlada, com exames de sangue e urina negativos. "O paciente Edson Arantes do Nascimento (Pelé) evolui bem e sem intercorrências médicas", disseram os médicos, nesta terça.

Apesar da boa evolução, o boletim não dá previsão de alta para o Rei do Futebol, que chegou a apresentar situação delicada na quinta-feira passada, com quadro de "instabilidade clínica".

Pelé está internado no hospital desde a segunda-feira da semana passada. Ele voltara ao local para fazer exames de rotina após ser submetido a cirurgia para remover pedras do rim. Os médicos, contudo, identificaram uma infecção renal e mantiveram o ex-atleta internado sem previsão de alta.

LEIA TAMBÉM