NOTÍCIAS
02/12/2014 10:29 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Falsos padres roubam fiéis no interior de São Paulo

Thinkstock/Getty Images

Falsos padres se apresentam a pessoas idosas e, com o pretexto de abençoá-las, entram nas casas e furtam objetos de valor. A quadrilha, que atua desde o início do ano, já agiu em pelo menos 30 cidades paulistas.

As ações mais recentes aconteceram em Itapetininga, Angatuba e Tietê, na região de Sorocaba. Muitas vítimas, envergonhadas, não dão queixa.

No sábado, em Angatuba, um suposto padre convenceu um fazendeiro a entregar uma imagem rara que levaria para uma bênção especial. Ele desconfiou do golpe após descobrir que o dinheiro que estava em uma cômoda foi levado.

Em Tietê, a aposentada Irene Simonetti, de 83 anos, procurou a Polícia Civil no dia 26, após sofrer o golpe. O suposto padre mencionou pessoas do círculo de amizade dela e entrou na casa para dar a "bênção de Nossa Senhora Aparecida" às joias da família. Quando a idosa foi pegar um copo de água pedido pelo "religioso", ele sumiu, levando par de alianças e joias com brilhantes e rubis.

Horas depois, o mesmo suspeito enganou um casal de idosos - ela com 80 anos, ele com 83 - em outro bairro da cidade. As vítimas ficaram sem as alianças, uma corrente de ouro e R$ 600.

Em Itapetininga, um falso padre enganou uma aposentada de 68 anos, levando um relógio e uma corrente de ouro.

Em Itararé, uma idosa de 80 anos contou que um "padre" disse que agendava rezas de terços no bairro. O suspeito entrou na casa e pediu para ela rezar. Enquanto isso, furtou joias e dinheiro.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LEIA TAMBÉM

- Como não cair em golpes na internet?