NOTÍCIAS
28/11/2014 11:24 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

Mujica interrompe entrevista e dá esmola a mendigo, que pede que ele seja presidente 'para sempre'

Um mendigo que recebeu uma esmola do presidente do Uruguai,Jose "Pepe" Mujica, pediu que ele fique "para sempre" no poder.

A ideia, no entanto, parece não ter agradado tanto assim o mandatário, que deixa o cargo no dia 1º de março do ano que vem. "Não, não, você está louco", respondeu Mujica, arrancando risadas de todos.

A situação inusitada fez com que o presidente interrompesse uma entrevista que dava a uma rede de TV local, em frente à sede do Executivo do Uruguai, em Montevidéu.

Enquanto conversava com repórteres, o presidente foi surpreendido por um mendigo que, chorando, lhe pediu uma moeda. Mujica disse que daria o dinheiro, desde que ele não chorasse.

Quando o presidente pediu a um assessor que ajudasse o homem, ele prontamente respondeu: "me dê uma moeda sua, Pepe".

Mujica então interrompeu a entrevista e pegou sua carteira, que não tinha nenhuma moeda. "Cara, eu não tenho nenhuma moeda, mas não chore, caral***", disse Mujica, enquanto pegava uma nota de 100 pesos (R$ 10,80) e entregava ao homem.

Os uruguaios vão às urnas neste domingo (30) para o segundo turno das eleições presidenciais. Segundo as pesquisas, o candidato Tabaré Vázquez, da Frente Ampla, mesmo partido do atual presidente, é o favorito para o cargo.

Segundo a rede ABC, a reação de Mujica foi contra a recomendação do Ministério de Desenvolvimento Social, que recomendou nesta semana que os uruguaios não entreguem esmola para os mendigos.

O subsecretário geral do Ministério, Lauro Meléndez, sugeriu que os uruguaios alertem os pedintes sobre os serviços sociais que estão à disposição das pessoas que dormem nas ruas.