NOTÍCIAS
28/11/2014 14:49 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

13 orientações para você usar bem o seu 13º salário, que começa a ser depositado hoje na sua conta

A primeira parcela do 13º salário entra na conta dos brasileiros nesta sexta-feira (28). Cerca de 84,7 milhões de trabalhadores formais serão beneficiados, de acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Com a grana extra, aproximadamente R$ 158 bilhões serão injetados na economia neste fim de ano.

A segunda parte do 13º deve ser depositada pela empresa até o dia 20 de dezembro.

Para ajudar você a aproveitar bem esse dinheiro a mais que vai receber, o Brasil Post reuniu 13 orientações preciosas de economistas e consultores financeiros.

Ordenamos por prioridade: o que é mais importante — ou urgente — deve vir antes na sua lista de possíveis destinações para o 13º.

Nossas fontes foram: Valor Econômico, Dinheirama, GuiaBolso e Sophia Camargo.

1. Planeje direitinho como usar a grana

Sim, as cifras no seu extrato não mentem.

Tem um dinheirinho a mais para você neste fim de ano.

Mas, antes de ataques de megalomania, cautela é recomendável.

Não gaste o 13º com nada antes de fazer um planejamento mínimo.

Como está sua situação financeira?

Você tem dívidas? Há prestações do cartão atrasadas? Tem algum financiamento (de carro ou imóvel, por exemplo) em aberto?

É preciso fazer os cálculos de como o 13º pode ajudar suas finanças, suprindo gastos e descontos que andam comprometendo seu orçamento.

2. Pague as suas dívidas

Se você tem faturas do cartão de crédito atrasadas ou está pagando juros pelo uso do cheque especial, esta é a sua chance!

Aproveite o 13º para tentar quitar as suas dívidas.

Assim, você começa 2015 com um débito menor (ou até mesmo nenhum) e com um horizonte mais próximo de saldá-lo.

Também é indicado usar esse dinheiro para adiantar o pagamento de prestações de financiamento em curso.

Ao antecipá-las, você vai economizando os juros que seriam descontados lá na frente, que vão encarecendo mais o seu imóvel ou carro.

3. Use para pagar o IPVA (e outros impostos)

Os tributos são despesas que fazem muita gente fazer malabarismo financeiro todo início de ano.

Que tal aproveitar a grana extra para pagar o IPVA e o IPTU?

Se você tiver dinheiro para pagar à vista, pode até conseguir desconto.

Os valores dependem da cidade onde você mora.

4. Pague a matrícula na escola dos filhos e o material escolar

Sempre no começo do ano, os pais costumam se queixar da quantidade de despesas com a educação dos pequenos.

O ideal é, com a lista de material escolar em mão, fazer uma pesquisa em diversas papelarias atrás dos melhores preços.

O 13º pode contribuir com todos os gastos.

5. Guarde o dinheiro extra

Se não há dívidas e as prestações estão sob controle, você pode pensar em guardar o 13º.

É a oportunidade de começar uma reserva para o caso de emergências (doença, demissão, acidente).

A poupança é sempre uma opção segura, apesar da baixa rentabilidade.

6. Invista

Se o 13º é mesmo um dinheiro sobrando, é hora de pensar em investir.

Que tal começar por aplicações de baixo risco, como títulos públicos pós-fixados, CDB e fundo DI?

Como os juros aumentaram, a rentabilidade delas está atraente.

Outras opções são a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito do Agronegócio (LCA), que rendem até 70% mais que a poupança.

7. Compre os presentes de Natal à vista

Caso você já tenha dinheirinho guardado, aproveite o momento para fazer gastos responsáveis.

O Natal está chegando e, com ele, a tácita necessidade de você presentear os seus.

Família e amigos íntimos estão no topo das prioridades.

Entretanto, com as comemorações mil de fim de ano, a sua presença em amigo oculto da firma ou da turma da faculdade é quase certa.

Assim, o 13º é uma alternativa para você não esquecer ninguém que julga importante e que você gostaria de presentear.

7. Prepare uma ceia inesquecível de Natal

Não dá para ignorar que a ceia de Natal pode custar uma nota — ainda mais com a inflação atual, atingindo as prateleiras dos mercados.

Portanto, se seu orçamento está folgado, o 13º pode dar um upgrade no jantar que você pretende preparar para familiares e amigos no dia 24 de dezembro.

Parte do salário adicional também pode ajudar na compra de ingresso para aquela festa de Réveillon a que você queria ir com a galera.

9. Realize um sonho

Se todos os compromissos financeiros estão acertados e você não pretende gastar nada com o Natal, uma sugestão é você aproveitar o dindin para concretizar um antigo projeto.

Afinal, dinheiro também serve para nos agradar.

10. Faça aquele curso que você tanto queria

Volta e meia, deparamo-nos com algum curso interessante, mas com um custo elevado.

Se tem grana sobrando, nada mais positivo para você que fazer um curso.

Gastar com formação ou treinamentos específicos deve ser sempre visto como investimento.

O retorno é posterior e a médio prazo: você turbina seu CV, o conhecimento agregado pode catapultá-lo para novas oportunidades profissionais e o networking do curso também acaba ampliando seus horizontes.

11. Junte grana para reformar a casa

Faz tempo que você quer dar um trato na casa?

Então, por que não pegar o 13º e utilizá-lo para uma reforma?

O dinheiro irá para uma série de despesas: material de construção, mão de obra, tintas e — claro — os imprevistos.

12. Prepare A VIAGEM

Seu orçamento está em dia, as aplicações vão indo bem, não há dívidas.

Chegou a hora de você organizar a viagem dos sonhos.

Guarde o 13º para traçar um roteiro generoso nas cidades ou países que você sempre quis visitar.

Aproveite a Black Friday para buscar as passagens mais baratas.

13. Permita-se um dia de rei — ou rainha

Suas finanças estão 100%, e você quer, enfim, curtir o que o dinheiro pode proporcionar?

Bem, se o 13º realmente é apenas um luxo, que você poderia dispensar, permita-se um — veja bem, UM — dia para você esbanjar.

Vá para um spa, faça massagem, compre roupas numa boutique de luxo ou conheça um restô gourmet e convide um@ amig@ ou namorad@ para ir na faixa.

Afinal, o lazer (com prazer) também deve integrar o seu orçamento.