NOTÍCIAS
26/11/2014 16:38 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Após sucesso em 2013, varejo brasileiro aposta na Black Friday para turbinar vendas do Natal; confira descontos

AP Photo

Animados com os bons resultados da Black Friday em 2013, os varejistas do Brasil dizem que vão apostar alto na data deste ano. Alguns promovem promoções ao longo da semana toda, e outros vão prorrogar as liquidações além da sexta-feira (28), data oficial do evento.

A E-bit, empresa especializada em informações sobre o comércio eletrônico, estima que as lojas virtuais devem faturar até R$ 1,2 bilhão na data. O número é 56% maior do que o registrado em 2013, quando o setor movimentou R$ 770 milhões em apenas um dia.

Segundo a consultoria, os produtos mais procurados devem ser itens de informática, eletrônicos e eletrodomésticos.

Veja abaixo algumas das ofertas que as lojas prometem para a data.

A Sephora, loja de produtos de beleza, promete descontos de até 65% em 600 itens. Alguns produtos serão disponibilizados apenas nas lojas físicas, e outros somente on-line. De acordo com a assessoria da loja, haverá descontos vigentes a semana inteira.

A Dafiti, e-commerce de moda, aposta na mesma estratégia do ano passado, oferecendo descontos ao longo da semana. De acordo com as regras da promoção, os descontos vão valer de acordo com a cor das peças de roupa, e o desconto pode chegar até 70%. Na sexta-feira, data oficial do evento, os preços serão reduzidos em até 80%, segundo a assessoria da marca.

A Centauro, loja de produtos esportivos, vai dar descontos de até 70% - tanto nas lojas físicas quanto na loja online – e estende a promoção até o domingo (30). Os dez primeiros clientes de cada loja física na sexta-feira vão ganhar mais 10% de desconto no valor total da compra.

Na área do turismo, a Decolar.com deve praticar descontos de até 80% em diversos produtos oferecidos no site, inclusive pacotes turísticos e passagens aéreas.

A varejista Walmart também promete descontos de até 70% durante a semana inteira. No ano passado, o Walmart registrou a maior venda de eletrônicos realizada em um único dia desde o começo de sua operação no país. O número de tablets vendidos na Black Friday foi maior do que o volume de um mês normal de vendas. Para este ano, a expectativa é que as vendas sejam 10% maiores do que em relação ao ano passado.

De acordo com a assessoria do Walmart, as operações se estendem às lojas Big, Nacional, Mercadorama, TodoDia, Maxxi Atacado, Sam’s Club, Bompreço e Hiper Bompreço.

A assessoria do Extra, do Ponto Frio e das Casas Bahia sugere que os clientes se cadastrem previamente nos sites das lojas, para garantir um processo de compra mais rápido.

O Extra vai disponibilizar um aplicativo para que o cliente escolha os produtos favoritos e acompanhe se os itens vão entrar na promoção da Black Friday. A assessoria da marca garante que os cadastrados terão prioridade para adquirir os produtos.

As Americanas, o Submarino e o Shoptime não divulgam quais serão os descontos praticados na data, mas sugerem que os clientes se cadastrem previamente nos sites das lojas para receberem as ofertas em primeira mão e tornarem o processo de compra mais rápido.

No Submarino, entrarão em promoção produtos de moda, livros, eletrônicos, celulares, eletrodomésticos e itens de informática. De acordo com a assessoria da marca, os produtos incluídos na promoção serão sinalizados por meio de um selo.

Ainda na área de tecnologia, a Dell afirma que vai oferecer descontos de até R$ 600 e projeta um volume de vendas cerca de 18 vezes maior do que em uma sexta-feira comum. No ano passado, a Black Friday representou o maior volume de vendas para a marca desde 1999.

A Asus afirma que vai oferecer descontos de 60% em alguns modelos de sua linha de notebooks. Segundo a assessoria da marca, os descontos entram no ar a partir da meia-noite de sexta e valem enquanto durar o estoque dos produtos.