NOTÍCIAS
24/11/2014 13:32 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Adarico Negromonte Filho, irmão de ex-ministro das Cidades e último foragido da Lava Jato, se apresenta à Polícia Federal

VAGNER ROSARIO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O último foragido da mais recente fase da Operação Lava Jato se entregou à Polícia Federal nesta segunda-feira (24). Adarico Negromonte Filho, irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte, chegou de táxi à Superintendência da PF em Curitiba.

Segundo o G1, Adarico é suspeito de ter ligação com o doleiro Alberto Youssef, uma das figuras centrais do esquema de desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro investigado pela Lava Jato.

Ele seria o responsável por transportar dinheiro de Youssef para gabinetes de autoridades e diretórios de partidos.

A defesa de Negromonte já fez um pedido de revogação da prisão temporária.

Provas contra 15 suspeitos

Até o momento, 25 pessoas foram presas nesta fase da operação. Entre elas, executivos das grandes empreiteiras do Brasil, como Camargo Corrêa, OAS, UTC, Mendes Junior, Engevix e Galvão Engenharia.

Essas construtoras formavam um "clube vip" para conseguir licitações da Petrobras e superfaturar contratos, segundo os delatores.

Também foi preso o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque.

A Justiça já mandou soltar 11 dos suspeitos.

De acordo com o G1, o Ministério Público Federal avalia que já foram arroladas provas suficientes para pedir a condenação de 15 investigados.

(Com Estadão Conteúdo)