NOTÍCIAS
23/11/2014 17:44 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Hipertensão: Salgante faz mal para a saúde? Entenda as contraindicações do sal sem sódio

Thinkstock

Sabor, textura, cor... Tudo no salgante é quase igual ao sal. A não ser por uma diferença fundamental: sai o sódio, entra o potássio.

O produto, que é vendido há mais de dez anos nos EUA, foi aprovado pela Anvisa neste ano. O preço está longe de ser acessível: um quilo sai por R$ 169.

Hoje, 20% da população brasileira tem hipertensão, o que faz do salgante uma novidade bem vinda. O produto foi testado por pesquisadores da Unifesp em ratos não-hipertensos e e hipertensos. Depois de uma semana ingerindo salgante, ambos não apresentaram aumento na pressão arterial. Já após uma semana consumindo sal, o aumento na pressão foi significativo.

Bem... Se o sódio é a parte do sal que eleva a pressão arterial, os hipertensos devem estar em festa, certo? Não.

"A verdade é que estamos preocupados com esse lançamento", disse Daniel Rinaldi, presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia, à Folha de S.Paulo.

Isso porque o potássio, se ingerido em excesso, pode ser fatal quando se tem problemas renais. Quando os rins não conseguem eliminar o mineral pelo xixi, ele se acumula no sangue e pode provocar arritmias cardíacas que levam à morte.

Como um terço dos pacientes hipertensos sofre de insuficiência renal, e o produto não especifica contraindicações na embalagem, é preciso ficar atento à saúde renal antes de trocar o sal pelo salgante.