NOTÍCIAS
18/11/2014 18:48 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Roberto Firmino decide e Brasil fecha ano com 6ª vitória seguida

Leonhard Foeger / Reuters

A Seleção Brasileira talvez tenha feito nesta terça-feira (18) sua pior apresentação desde o retorno de Dunga, sofreu seu primeiro gol nesta volta dele, mas só venceu graças a uma aposta do treinador. Com Neymar, Willian e Oscar apagados, coube ao pouco conhecido Roberto Firmino brilhar nos últimos minutos e marcar o golaço que selou a vitória por 2 a 1 sobre a Áustria, em amistoso realizado em Viena

Se sofreu seu primeiro gol em seis partidas, o time de Dunga manteve os 100% de aproveitamento, chegando à sexta vitória e fechando a reta final de 2014 com chave de ouro, depois da histórica decepção na Copa do Mundo. Agora, o Brasil volta à campo somente em 2015.

Em março, a Seleção disputará um amistoso contra a França. Já a Áustria volta as atenções novamente para as Eliminatórias para a Eurocopa de 2016, na qual lidera o Grupo G, com 10 pontos em quatro partidas, na chave que tem também a Rússia e a Suécia.

Nesta terça, os homens de frente do Brasil sucumbiram à forte marcação do adversário, que aproveitou o porte físico para se impor na força. Com isso, o jogo foi morno, com poucas chances de ambos os lados. David Luiz, de cabeça, abriu o placar, Dragovic, em pênalti cometido por Oscar, empatou, mas Roberto Firmino garantiu o triunfo com um chutaço de fora da área.

A vitória também ajudou a diminuir uma polêmica que se criou durante a semana. Thiago Silva reclamou de não ter ouvido qualquer explicação por ter ido para o banco e perdido a faixa de capitão para Neymar. Nesta terça, no entanto, o zagueiro do Paris Saint-Germain teve a chance de voltar a mostrar serviço, já que entrou aos 27 minutos, ainda no primeiro tempo, na vaga do lesionado Miranda. Nos acréscimos, Dunga tirou Neymar e o atacante entregou a faixa a Thiago Silva.