NOTÍCIAS
18/11/2014 19:07 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Elo do PMDB com suposto esquema de corrupção na Petrobras, Fernando Baiano se entrega à Polícia Federal

GISELE PIMENTA/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO

Mais um investigado na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, se entregou hoje (18) na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Fernando Antonio Falcão Soares, conhecido como Fernando Baiano, se apresentou esta tarde aos delegados que investigam o caso.

Fernando era considerando foragido pela Polícia Federal desde a última sexta-feira (14), quando as prisões foram determinadas pela Justiça Federal no Paraná.

Durante as investigações, delatores do suposto esquema de corrupção na Petrobras afirmaram em depoimentos que Fernando Baiano cobrava propina em nome do PMDB.

O partido nega as acusações e afirma que não tem ligações com o investigado.

Até o momento, dos 25 mandados de prisão emitidos pela Justiça Federal, somente um ainda não foi cumprido. Adarico Negromonte Filho continua foragido.

LEIA MAIS:

- Diretor de empreiteira preso, Erton Fonseca admite que pagou propina em esquema da Petrobras e diz que foi ameaçado

- Atual diretor da Petrobras, José Carlos Cosenza é acusado por delatores de receber 'comissões' de empreiteiras contratadas