COMPORTAMENTO
17/11/2014 21:55 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Julien Blanc pede desculpas em entrevista à CNN e diz que fotos, vídeos e mensagens foram "mal entendidas" (VÍDEO)

Ele se considera “o homem mais odiado do mundo”. Ele se diz “arrependido”. Ele acredita que muitas críticas envolvem aspectos “tirados do contexto”. Depois de uma avalanche de críticas e petições para que seja barrado em vários países – inclusive no Brasil –, Julien Blanc deu a sua versão para o “curso” e as “táticas de conquista” que ele oferece a homens de várias partes do mundo.

Em entrevista à rede de TV norte-americana CNN, Blanc começou pedindo desculpas. “Quero me desculpar a quem tenha se sentido ofendido de alguma maneira. Nunca foi a minha intenção. Lamento muito tudo o que aconteceu”, disse. Nem mesmo o entrevistador Chris Cuomo acreditou na “honestidade” da declaração e pressionou Blanc um pouco mais.

“Minhas intenções nunca foram ruins. Admito que foi uma péssima tentativa de fazer uma piada e foi retirada de contexto”, defendeu-se. Ele ainda falou em um tom bastante leve sobre o seu “curso” – “ensino homens a ganharem confiança e talvez conseguirem um relacionamento” –, destacando que muitos clientes conseguiram “se casar”, e não apenas fazer sexo, após as suas dicas.

“Eu recebo e-mails o tempo todo, sou convidado a casamentos de ex-clientes. As pessoas ficam muito agradecidas”, destacou, insistindo no caráter “idôneo” e “despretensioso” do seu “curso”. Para ele, o vídeo em que ele aparece empurrando o rosto de uma mulher para o seu genital, em uma ida ao Japão, é a causa de toda a “confusão”.

“Não há nenhuma confusão”, rebateu de bate-pronto o jornalista. “Eu me sinto muito mal por tudo isso. Não posso estar feliz por ser o homem mais odiado do mundo”, afirmou Blanc. Na sequência, o “conquistador” seguiu se dizendo “mal interpretado”, tentando “provocar um choque” e “fazer piada”. Tudo o que Blanc postou em suas redes sociais, que causaram repulsa, foram apenas “piadas”, de acordo com o próprio.

“Achei que seria engraçado e me arrependo”, completou, dizendo estar “reavaliando” tudo o que divulga, incluindo os seus cursos.

Se as explicações do polêmico norte-americano parecem suspeitas, o que há de concreto é uma orientação do Itamaraty já indiciou que ele não obterá permissão para entrar no Brasil, caso insista na ideia. De acordo com a agenda oficial de Blanc, ele pretende estar em Florianópolis entre 22 e 24 de janeiro de 2015 e no Rio de Janeiro entre 29 e 31 do mesmo mês para dar palestras e ensinar aos homens brasileiros como é que se conquista uma mulher.

Ah, faltou Julien Blanc atualizar o seu site. Mesmo após a entrevista, o seu site oficial ainda alerta logo nas primeiras linhas: “Faça as garotas IMPLORAREM para dormir com você após causar um CURTO-CIRCUITO na mente emocional e lógica delas em um milhão de razões pelas quais elas deviam fazer isso...”.

LEIA TAMBÉM

- Petição na internet quer impedir a entrada de "pegador profissional" no Brasil

- Diplomata diz que visto a Julien Blanc no Brasil será negado