NOTÍCIAS
14/11/2014 21:16 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Em meio à crise de abastecimento de água, Sabesp deseja reajustar tarifa acima do previsto

RENATO CÉSAR PEREIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) anunciou hoje (14) a intenção de reajustar a tarifa de água em dezembro acima dos 5,44% estabelecidos em abril. O reajuste busca sanar um pouco as contas da Sabesp: com a crise hídrica e o desconto de 30% na conta para quem diminuísse o consumo, a companhia deixou de lucrar, apenas no terceiro semestre deste ano, R$ 383,5 milhões — um recuo de 80% em relação ao mesmo período de 2013.

A Agência Reguladora de Saneamento e Energia (Arsesp), autarquia vinculada à secretaria estadual de Energia, havia autorizado em abril o reajuste nas tarifas da empresa, em um processo de revisão tarifária que deveria ter sido concluído em agosto do ano passado. Contudo, com a queda acentuada do nível do Sistema Cantareira, a agência optou por não aumentar a conta de água na época e apostar no bônus.

O valor exato do reajuste ainda não foi definido. “Não sabemos de quanto será essa atualização, cabe à agência reguladora”, disse o diretor econômico-financeiro da companhia, Rui Affonso, a'O Estado de S.Paulo. O aumento terá como base os 5,44%, além de uma porcentagem adicional.

'Nível estável' em novembro

Graças às chuvas das últimas 24 horas, o Sistema Cantareira ficou em nível estável pela segunda vez nos 14 primeiros dias de novembro. Hoje, o nível do reservatório ficou em 10,8%, com 24,4 milímetros de chuvas acumuladas. Com isso, novembro alcança a marca de 90 milímetros de chuva — em outubro inteiro foram 42,5 milímetros.

LEIA TAMBÉM

(Com Reuters)