MUNDO
14/11/2014 15:22 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:47 -02

Após receber proposta milionária, Jose "Pepe" Mujica afirma que não vai vender seu Fusca 1987

Natacha Pisarenko / AP Photo

A oferta parecia irrecusável, mas o presidente do Uruguai, Jose "Pepe" Mujica bateu o martelo: não vai se desfazer do seu Fusca azul, nem pela quantia de US$ 1 milhão (cerca de R$ 2,6 milhões).

No meio deste ano, durante o encontro G77+China, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, um sheik árabe fez a oferta ao presidente. Mujica afirmou que, caso vendesse o veículo, iria destinar o dinheiro para programas sociais do governo.

Segundo a Secretaria de Comunicação da Presidência do Uruguai, Mujica afirmou que, caso vendesse o automóvel, ofenderia os amigos que juntaram dinheiro para ajudá-lo a comprar o Fusca, ano 1987 - que está avaliado em 70.000 pesos uruguaios (cerca de R$ 5.000).

De acordo com o presidente, um dos seus automóveis - ele tem dois Fuscas - foi comprado graças a uma "vaquinha" dos amigos.

Ele afirmou que os Fuscas irão "vegetar" na garagem de sua casa enquanto ele e sua mulher, a senadora Lucía Topolansky, estiverem vivos.

"Não sei se algum dia se vai ou não [vender o carro], mas enquanto eu estiver vivo, ele vai dormir no galpão e vai dar uma voltinha", afirmou.

Aparentemente, assunto encerrado.