NOTÍCIAS
13/11/2014 16:15 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:46 -02

Polícia Federal investiga denúncia de vazamento de redação do Enem no dia da prova, feita por universitário no Piauí

Montagem/Estadão Conteúdo/Facebook

A Polícia Federal instaurou inquérito nesta quinta-feira (13) para apurar a denúncia de que o tema da redação do Enem 2014 (Exame Nacional do Ensino Médio) vazou no Piauí. Um estudante da cidade de Picos, no sul do estado, alega ter recebido a informação horas antes da aplicação da prova.

A denúncia foi feita pelo candidato Jomásio Barros Santos Filho nessa quarta-feira (12). Segundo ele, a suposta imagem da prova de redação, que teve o tema "Publicidade infantil em questão no Brasil" teria sido enviada a um grupo de Whatsapp às 10h47 do domingo, 8.

O exame começou a ser feito em todo o País às 13h.

Na tarde de domingo, após sair do local de prova, o autor da denúncia publicou no Facebook.

Em sua página na rede social, também há críticas ao Enem e ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Desde o início de novembro, há pelos menos 15 postagens contra a administração da presidente Dilma Rousseff. Em uma delas, há uma imagem da presidente cercada de várias mensagens "Fora Dilma".

O celular já foi apreendido pela PF para a investigação e os envolvidos no caso estão sendo ouvidos.

LEIA MAIS:

- Enem 2014: gabarito oficial do exame é divulgado pelo Inep

- ENEM atinge marca de 1,1 milhão de menções nas redes sociais durante fim de semana

Em nota, o Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do Ministério da Educação responsável pelo Enem, afirmou que "desde o início do exame outras denúncias foram recebidas e, quando apuradas, todas se mostraram infundadas".

Ainda de acordo com o órgão, "o Inep trabalha em conjunto com a PF para dar, cada vez mais, rigor e segurança à aplicação do exame, garantindo assim a isonomia entre os participantes".

A reportagem da agência Estadão Conteúdo tentou entrar em contato com o autor da denúncia, mas não teve sucesso.