COMPORTAMENTO
10/11/2014 21:22 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Leite materno ajuda a definir personalidade do bebê

Thinkstock

O leite materno pode parecer algo bastante prosaico à primeira vista. Mas a cada descoberta científica, mais evidente fica sua complexidade.

A última: o leite tem papel fundamental na personalidade da criança e "avisa" o bebê sobre quantidade de energia que ele possui. A conclusão partiu da pesquisa da bióloga Katie Hinde, da Universidade de Harvard, publicada na revista científica Behavioral Ecology.

Segundo o estudo, a quantidade de cortisol -- o hormônio do estresse -- no leite ajuda a definir o temperamento e a velocidade de crescimento da criança.

Quando o cortisol é liberado em nosso corpo, o consumo de energia pelo cérebro aumenta, e o sistema digestivo é suprimido. Com isso, ficamos mais alertas aos perigos à nossa volta.

Como funcionou a pesquisa

Os pesquisadores analisaram amostras de leite de 108 macacos rhesus, para medir quanta energia o leite fornecia e quanto cortisol -- um dos hormônios presentes no leite -- ele continha.

Os cientistas concluíram que bebês que se alimentaram com leite rico em cortisol ganhavam peso mais rápido, eram mais ariscos e menos confiantes. Outros estudos já haviam associado a presença de cortisol no leite ao temperamento de crianças humanas. Mas não se sabia exatamente o porquê disso.

Esta nova pesquisa descobriu que mães mais jovens -- que, em geral, são menores e menos capazes de fornecer energia por meio do leite -- produzem leite com mais cortisol.

Ou seja, o cortisol funcionou mais ou menos como uma mensagem para que o bebê soubesse que sua única fonte de energia, a mãe, não tinha muito a oferecer. Algo como: "Não gaste sua energia com brincadeiras. Invista tudo para crescer rápido até que possa sobreviver sozinho".

Não é preciso muito para concluir que as fórmulas em pó ainda não chegaram a esse nível de complexidade do leite materno. Se o leite materno pode transmitir mensagens que ajudam a definir até a personalidade do bebê, quais mensagens será que as fórmulas estão passando? Esta ainda é uma pergunta sem resposta.