NOTÍCIAS
07/11/2014 21:16 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Por que as galinhas de hoje em dia são tão maiores que antigamente?

Poultry Science

As galinhas mudaram. Hoje em dia os frangos de corte são várias vezes maiores que os frangos de décadas passadas - e um novo estudo, realizado por pesquisadores no Canadá, oferece uma explicação do porquê as aves ficaram tão grandes.

Os frangos apresentados foram todos criados da mesma forma e fotografados com a mesma idade. O Huffington Post adicionou as datas a esta imagem. (Poultry Science, Advanced Access, 2014) ("O crescimento, a eficiência e a produtividade de frangos de corte para fins comerciais, a partir de 1957, 1978 e 2005")

Leia mais: Chocolate melhora a memória e combate a demência

Para o estudo, os cientistas criaram três raças de frango de corte: uma raça que era comum em 1957, outra de 1978, e uma terceira, de 2005, chamada de raça Ross 308, relatou a rede de notícias CBC News.

"Nós alimentamos estas galinhas exatamente com as mesmas coisas, mas não fornecemos hormônios", disse o autor principal do estudo, o Dr. Martin Zuidhof, professor associado de ciências agrárias da Universidade de Alberta, à CBC. "A única diferença no tratamento de nossos estudos foi a genética."

(A US Food and Drug Administration tem, por muito tempo, proibido o uso de hormônios na produção de aves.)

O que os pesquisadores descobriram? Os frangos da raça Ross 308 cresceram muito mais do que a raça de 1978 e quatro vezes mais do que a raça de 1957.

"Nós realmente nunca tínhamos testado a raça de 1978 antes, mas o resultado foi bem coerente com o que acreditávamos que seria, com base na seleção histórica para a taxa de crescimento e eficiência", disse Zuidhof, ao canal de notícias canadense CTV.

Em outras palavras: as galinhas de hoje são maiores simplesmente porque elas foram criadas para serem maiores. Deveríamos estar preocupados com o consumo dessas aves grandes?

"Não há perigo em comer frangos maiores," disse Zuidhof ao The Huffington Post, em um email. "Isso seria comparável a dizer que é mais perigoso comer cenouras grandes, porque elas são maiores."

O estudo foi publicado online na revista Poultry Science em 26 de setembro de 2014.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.