NOTÍCIAS
07/11/2014 18:17 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Pobre Eduardo Jorge! Parlamento alemão ignora pedidos do PV e mantém acordo nuclear com o Brasil até 2020

JOSÉ PATRÍCIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Defensor de fontes renováveis de energia, o agora ex-candidato à Presidência da República Eduardo Jorge (PV) divulgou na última quinta-feira (6) uma postagem contra o acordo nuclear entre Brasil e Alemanha, vigente desde 1980. Ele criticou o “silêncio” do governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e pedia o fim do compromisso entre os dois países.

Entretanto, a tentativa de ‘enquadrar’ o Parlamento alemão, tanto do Partido Verde brasileiro quando o da Alemanha, fracassou. Em uma sessão de 30 minutos, também na quinta-feira, o Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão) aprovou a prorrogação, pela sexta vez, do acordo nuclear entre os dois países, a partir de 2015.

Segundo informações da Deutsche Welle Brasil, a coalizão formada pela União Democrata Cristã (CDU), partido da chanceler Angela Merkel, e pelo Partido Social-Democrata (SPD) votaram contra a moção do PV alemão, que pleiteava o fim do acordo.

Segundo a deputada Sylvia Kotting-Uhl (PV), a parceria vai contra a atual política alemã, que prevê o desligamento das usinas nucleares que o país possui. Já o deputado Andreas Lämmel (CDU) defendeu a manutenção do acordo, já que o fim da parceria poderia prejudicar as relações entre as duas nações em outras áreas.

Das oito usinas previstas no acordo entre os dois países, assinado em 1975, ainda durante a ditadura militar no Brasil, apenas duas saíram do papel: Angra 1 e Angra 2. A terceira unidade, Angra 3, tem previsão de início das operações em 2018.

Apesar da defesa de Eduardo Jorge e ambientalistas por fontes renováveis de energia para o Brasil, a Eletrobras Eletronuclear, estatal criada em 1997 para operar e construir usinas termonucleares no País, prevê a construção de novas usinas nucleares nas regiões Nordeste e Sudeste até 2030, com base no Plano Nacional de Energia.

LEIA TAMBÉM

- Fãs questionam aliança de Eduardo Jorge e Aécio Neves no segundo turno, mas flerte entre os dois é antigo (FOTOS)

- É oficial: Twitter elege Eduardo Jorge do Partido Verde (PV) como presidente da zoeira e grande vencedor do Debate da Band

- Luciana Genro x Eduardo Jorge: a evolução e a disputa pelo 'voto de protesto' nestas eleições

- Marcelo Tas ataca Eduardo Jorge pelo Twitter: "populista e mentiroso"