NOTÍCIAS
06/11/2014 20:30 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

Presidente uruguaio José ‘Pepe' Mujica diz que venda de Fusca por US$ 1 milhão seria usada para casas e ambulâncias

Matilde Campodonico/AP

O presidente uruguaio José ‘Pepe’ Mujica voltou a falar nesta quinta-feira (6) sobre uma oferta de US$ 1 milhão (R$ 2,4 milhões) que ele recebeu de um xeique árabe pelo seu célebre Fusca 1987 azul.

Em entrevista ao jornal El País, ele declarou que não vê nenhum problema em realizar a venda, se ela for mesmo pra valer.

“Não tenho compromisso com dinheiro. Se quiserem negociar uns carros eu os trago para a saúde pública, para as pessoas que precisam, para algo útil”, disse Mujica, reforçando a imagem de um presidente que trabalha em benefício do povo, discurso que procurou atender durante os quatro anos do seu mandato, prestes a terminar.

O dinheiro permitiria, segundo Mujica, a construção de pelo menos 50 casas populares no país. O “desprendimento” do presidente uruguaio ao dinheiro em si ele justificou assim: “Para que vou querer (o dinheiro) se estou chegando aos 80 anos. Se tivesse a sua idade talvez eu guardasse”, comentou ao repórter que lhe fez a pergunta.

Assim como nas discussões em torno da legalização da maconha, Mujica ainda viu a oferta – que não foi a única que ele já recebeu pelo mesmo Fusca – está ligada a um lado não muito nobre das pessoas.

“Os seres humanos têm algum fetiche, precisamos de coisas materiais. Eu não, (mas) em parte sim, porque guardo um martelo que foi do meu pai”, concluiu o presidente uruguaio.

LEIA TAMBÉM

- Presidente do Uruguai José Mujica chama maconha de ‘veneno' e pede mais humanidade ao mundo (VÍDEO)

- Uruguaios rejeitam a redução da maioridade penal para crimes graves; presidência será definida no segundo turno

- José Mujica não ligou para parabenizar Dilma Rousseff pela vitória nas eleições. Saiba o motivo

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost