NOTÍCIAS
05/11/2014 19:36 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Saiba as 4 razões que já fazem do PT um ‘refém' do PMDB antes mesmo do segundo mandato de Dilma Rousseff

André Dusek/Estadão Conteúdo

A relação conturbada vivida por PT e PMDB neste ano deve ser um tema recorrente durante o segundo mandato da presidente Dilma Rousseff. Os partidos, que são os principais elos de sustentação do governo federal no Congresso Nacional, negam que exista hoje uma crise, mas há boas razões para os petistas ficarem atentos.

Tudo bem, sob os holofotes o clima é de união, certo? “Estamos em meio a uma aliança que tende a ser mais produtiva do que já foi, mas é preciso sentar, conversar, organizar as coisas – política se faz conversando, não há outra maneira de fazer”, afirmou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), seguiu na mesma linha. “Não é essa a discussão, PT versus PMDB (...). O PMDB quer construir uma candidatura em nome da instituição, que tenha como proposta a independência e o respeito ao Parlamento brasileiro”, comentou, sobre o debate em torno do seu substituto em 2015.

Nos bastidores, porém, o tempo já está bem quente. O Brasil Post mostra para você quatro temas que já agitam a relação entre petistas e peemedebistas. E olha que o segundo mandato de Dilma, pelo menos oficialmente, ainda não começou!

Confira.

Galeria de Fotos O PT 'nas mãos' do PMDB em 2015 Veja Fotos