NOTÍCIAS
03/11/2014 19:50 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Laboratório promete vacina contra dengue para segundo semestre de 2015

PARIS (Reuters) - O laboratório Sanofi afirmou nesta segunda-feira que um estudo clínico avançado mostrou que o projeto de vacina contra a dengue atingiu o seu principal objetivo e foi altamente

Aedes aegypti), I thought I was doomed. But no, if you look very closely at the proboscis, there is a pale stripe, mostly buried deep into my wrist, that marks it as an Ochlerotatus notoscriptus. It feeds on humans in the daytime. Go for it you little sucker. Como NSW Australia, December 2009." data-caption="Looking similar to a female Yellow Fever Mosquito (Aedes aegypti), I thought I was doomed. But no, if you look very closely at the proboscis, there is a pale stripe, mostly buried deep into my wrist, that marks it as an Ochlerotatus notoscriptus. It feeds on humans in the daytime. Go for it you little sucker. Como NSW Australia, December 2009." data-credit="John Tann/Flickr">

PARIS (Reuters) - O laboratório Sanofi afirmou nesta segunda-feira que um estudo clínico avançado mostrou que o projeto de vacina contra a dengue atingiu o seu principal objetivo e foi altamente eficaz contra casos graves da doença.

A divisão Sanofi Pasteur da farmacêutica francesa pretende apresentar o pedido para registro da vacina em vários países endêmicos no próximo ano, disse a empresa em um comunicado.

"Sujeita à aprovação regulatória, a primeira vacina do mundo contra a dengue pode estar disponível no segundo semestre de 2015", disse a Sanofi.

Leia mais: Fábrica de mosquito da dengue é inaugurada em Campinas

O estudo envolveu 31 mil participantes em 10 países endêmicos na Ásia e na América Latina, de acordo com a Sanofi. A cada ano, cerca de 500 mil pessoas são hospitalizadas devido à dengue severa, afirmou a farmacêutica.

A Sanofi investiu mais de 1,7 bilhão de dólares nos últimos 20 anos no desenvolvimento da vacina, que está vários anos à frente de seus potenciais concorrentes.

A empresa construiu uma fábrica perto de Lyon, no sul da França, com capacidade de produzir 100 milhões de doses por ano.

(Reportagem de James Regan)