Violencia contra mulher: vítima chama polícia com pedido de pizza

Se você recebesse ameaças, ou sofresse algum tipo de violência, o que faria para se proteger, pedir ajuda e denunciar?

Uma mulher ligou para a polícia para pedir uma pizza de pepperoni, mas o que ela queria mesmo era ser socorrida após sofrer violência doméstica. A atendente, do outro lado da linha, percebeu a emergência e enviou uma viatura à casa da vítima.

A conversa foi publicada na rede social Reddit, popular no exterior, há uma semana e divulgada pelo jornal britânico Metro. "A chamada começou muito estranha, mas depois percebi que era realmente grave", contou a atendente de forma anônima na rede social.

O diálogo abaixo, segundo o jornal, é exatamente o que foi gravado pelo arquivo telefônico da polícia:

Policial: 911 (número da polícia dos EUA), onde é a emergência?"

Vítima: "123 Main St."

Policial: "Ok, o que está acontecendo?"

Vítima: "Gostaria de pedir uma pizza."

Policial: "Senhora, você ligou para o 911."

Vítima: "Sim, eu sei. Gostaria de pedir uma pizza de pepperoni, com cogumelo e pimenta"

Policial: ‘Ummm… sinto muito, você sabe que ligou para o 911, né?’

Vítima: "Sim, você sabe quanto tempo vai levar para chegar?"

Policial: "Ok, senhora, está tudo bem aí? Você tem uma emergência?

Vítima: "Sim, eu tenho."

Policial: "E você não pode falar porque há alguém no local com você?"

Vítima: "Sim, isso mesmo. Sabe quanto tempo vai demorar?"

Policial: "Tenho um policial a pouco metros de sua localização. Há armas na casa?"

Vítima: "Não."

Policial: "Pode ficar no telefone comigo?"

Vítima: "Não. Até mais, obrigada"

A atendente, após desligar o telefone, verificou que no endereço já havia sido registrado outros casos de violência doméstica. Quando os policiais chegaram na casa, descobriram que a mulher havia sido agredida violentamente pelo namorado, que estava bêbado. Segundo o jornal Metro, depois do incidente, a atendente reconheceu a atitude da mulher e disse: "acho que ela foi muito esperta em usar este truque. Definitivamente foi uma das ligações mais memoráveis".

Aqui no Brasil, mulheres que sofrem de violência doméstica podem recorrer à Central de Atendimento à Mulher ligando 180. A ligação é gratuita pode ser feita por qualquer telefone - seja ele móvel ou fixo, particular ou público e funciona 24h por dia, de segunda a domingo, e fornece orientações e alternativas para que a mulher se proteja do agressor. A vítima é informada sobre seus direitos legais, os tipos de estabelecimentos que poderá procurar, conforme o caso.