NOTÍCIAS
29/10/2014 19:51 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

José Sarney nega que vídeo mostrando aparente voto em Aécio seja verdadeiro e ressalta ser eleitor de Dilma

O vídeo que mostra aparente voto do senador José Sarney (PMDB) em Aécio Neves (PSDB) ganhou as redes depois do segundo turno.

A gravação foi feita pela TV Amapá, afiliada da TV Globo. A reportagem foi divulgada no próprio domingo (26) à tarde, segundo o site do Globo.

Entretanto, a assessoria de Sarney disse ao Brasil Post nesta quarta-feira (29) que o parlamentar "não considera o vídeo verdadeiro".

"A divulgação desse tipo de imagem é de uma sordidez enorme e faz parte da guerra suja e abjeta em que se transformaram as redes sociais", informou a assessoria.

Esse vídeo causa a impressão de que Sarney simula que vai digitar 13, número da presidente reeleita Dilma Rousseff (PT), mas acaba escolhendo 4 e 5, algarismos referentes à candidatura de Aécio.

"O senador reitera que é eleitor de Dilma Rousseff", disse a assessoria, confrontada por nossa reportagem.

Outro vídeo que teria aproximado a imagem de Sarney mostra mais nitidamente o voto em Aécio. Entretanto, não é possível dizer que esse eleitor filmado se trata do parlamentar (assista abaixo).

Porém, a pessoa que aparece nessa gravação também tem os adesivos de Dilma e 12, o número do PDT, que eram usados pelo senador no domingo passado.

Sarney diz ter votado em Waldez Goes (PDT), que venceu o governo do Amapá, também em disputa do segundo turno.

O vídeo gerou mal-estar entre petistas porque Sarney é aliado de primeira hora de Dilma e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele foi um dos grandes interlocutores do PT com o PMDB ao longo dos mandatos de Lula e Dilma.

No Twitter, a repercussão da suposta traição foi grande: