NOTÍCIAS
26/10/2014 17:22 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

#SelfieNaUrna: Mais uma vez, eleitores ignoram lei e fazem fotos enquanto votam

Reprodução/Instagram

Assim como ocorreu no primeiro turno das eleições 2014, eleitores ignoraram a lei eleitoral e postaram nas redes sociais selfies na hora de votar. De acordo com a legislação, é proibido entrar na cabine de votação portanto celular, máquina fotográfica, filmadora ou qualquer outro aparelho que possa comprometer o sigilo do voto. Quem infringir a lei pode pegar até dois anos de detenção.

Apesar de novamente encontrarmos 'selfies' na urna, o presidente do TSE, Dias Toffoli, disse a'O Globo ter observado uma redução nas ocorrências. Ele acredita que o número menor de casos se deve à orientação prestada aos mesários:

"A orientação é pedir para a pessoa deixar o celular na mesa de recepção de voto e não ir com o celular para a cabine. O voto é secreto, é sigiloso. É claro que a Justiça não faz uma revista, pois evitamos qualquer tipo de constrangimento ao eleitor para que não haja problemas ou desestímulo. Mas houve um reforço a essa orientação (de não levar o celular para a cabine)."

Galeria de Fotos #SelfieNaUrna no segundo turno Veja Fotos