NOTÍCIAS
27/10/2014 01:39 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Para onde irá Marina Silva, a terceira colocada na corrida presidencial, após derrota de Aécio?

LUCIANO PONTES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A candidata à Presidência Marina Silva (PSB), terceira colocada no primeiro turno das eleições, afirmou que se dedicará à militância socioambiental.

“Eu sempre digo que a política para mim é um ideal. Eu faço política lutando para que o mundo seja melhor, que o Brasil seja melhor. Agora eu volto para minha militância socioambiental, de cabeça erguida”, declarou, em nota divulgada em seu site.

A candidata tentou criar partido Rede Sustentabilidade em 2013, mas a sigla foi barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por não ter assinaturas suficientes. Então, ela aceitou convite para ser vice na chapa de Eduardo Campos e se filiou ao PSB.

LEIA MAIS:

- Decepção, estratégia e retorno: O que se desenha para o futuro político de Marina Silva após as eleições presidenciais de 2014

Marina não detalha, mas ela deve se dedicar à aprovação do partido no TSE.

A candidata, que apoiou Aécio Neves no segundo turno, ressaltou a importância de uma gestão eficiente para a recuperação da economia do país.

"Hoje estamos com inflação alta, crescimento baixo, temos juros que são altíssimos e temos uma situação de baixos investimentos ameaçando o emprego e salário dos trabalhadores, além de graves denúncias de corrupção", disse em entrevista.

(Com informações da Reuters)