NOTÍCIAS
26/10/2014 15:31 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

Filha de Roberto Jefferson é detida por crime eleitoral

Estadão Conteúdo

A deputada federal eleita Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do ex-deputado Roberto Jefferson, delator do caso do mensalão em 2005, foi detida por crime eleitoral na manhã deste domingo (26).

Ela foi levada para a 15ª Delegacia de Polícia (DP), na Gávea, zona sul do Rio. Cristiane estava com um grupo detido por fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) e acusado de fazer propaganda boca de urna. Após prestar depoimento, ela foi liberada.

No boletim divulgado pouco após o meio-dia, a diretora-geral do TRE-RJ, Adriana Brandão, confirmou que um "candidato eleito" estava entre as 78 pessoas detidas no Estado do Rio durante a manhã.

Segundo uma fonte da Justiça Eleitoral disse ao jornal O Globo, houve uma denúncia de que ela estava na porta de escolas pedindo votos para o candidato à presidência Aécio Neves (PSDB). Cristiane, diz a fonte, estava com cabos eleitorais e bandeiras.

Em comunicado, Cristiane negou que tenha praticado qualquer crime eleitoral.

“Passei pelo constrangimento de ter meu direito ao voto confundido com a prática ilegal da boca de urna. Fui votar onde moro há anos, no bairro do Flamengo, encontrei duas pessoas amigas no caminho e fomos abordados pela polícia. Meus amigos deixaram imediatamente suas bandeiras e, mesmo assim, nos dirigimos pacificamente a delegacia para esclarecimentos."